terça-feira, 7 de junho de 2016

Se no meu coração guardo a tua Palavra...



Se no meu coração guardo a tua Palavra: como meus pés caminham para longe de ti?  como meus lábios difamam o próximo?  Como meus olhos buscam a escuridão?

Se no meu coração guardo a tua Palavra: como ele escolhe o desejo que te ofende? e me rebelo tão prepotente, enganando - me dizendo que o amo, mas sem abrir mão de mim?

Se no meu coração guardo a tua Palavra: como é tão fácil esquecer - me de teus favores e me vangloriar na minha vaidade achando que tudo deriva de mim?

Se no meu coração guardo a tua Palavra: por que duvido de Ti? e perco tão fácil a confiança a ponto de procurar meu próprio modo de agir?

Se no meu coração guardo a tua Palavra: como negligencio a sua leitura e prática? como sou indiferente à tua casa e não tenho compromisso com teu Reino?

Se no meu coração guardo a tua Palavra: como prevalece unicamente o meu Eu? E sou regido pelos meus próprios pensamentos e vontades?

Deve ser porque conhecendo a ti como Deus, mas não o reconheci como meu Deus e SENHOR, e não o glorifiquei como Deus, nem lhe dei graças, antes em meus discursos me desvaneci, e o meu coração insensato se obscureceu, envolvido em minha incredulidade!

Bem sei que indesculpável sou. Quem me livrará do poder da Morte, como escaparei negligenciando tão grande salvação? Miserável que sou! Converte - me, Senhor, e serei convertido, e renova meus dias como dantes, dá-me um coração puro e um espírito reto. Concede-me a alegria da tua salvação e sustém-me com um espírito voluntário. Para que a partir de agora eu leve a tua mensagem aos pecadores e eles também se convertam a Ti, principalmente aqueles com quem na vereda eu andava, no seu caminho eu me detinha e em suas rodas eu me assentava, juntamente com eles, mesmo em silêncio, em desobediência eu escarnecia (Lamentações 5.21; Romanos 1.21; 7.24; Hebreus 2.3; Salmo 51; Salmo 1).

Você verdadeiramente guarda a Palavra de Deus em seu coração?  Mesmo?! Se, honestamente, não, volte - se rapidamente para Deus, arrependa - se de verdade e converta-se ao Senhor que é rico em misericórdia e perdão. Ele é poderoso e amoroso para libertar,  restaurar e salvar (1 João 1.9; Salmo 86.5; Efésios 2.4; Isaías 55.6).   Busque agora ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Apressa-te pela tua alma!


Nenhum comentário:

Postar um comentário