quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

PONTO DE REFLEXÃO: CESSOU? ( Salmo 77)

ACABOU SUA GRAÇA?
ELE NÃO SE INTERESSA MAIS POR MIM?
CESSOU SUA PALAVRA?
...
No Salmo 77 observamos claramente um processo de "rompimento" de um estado depressivo do salmista. Ele não explica as razões de sua angústia e desespero,  mas é claramente observado seu estado melancólico e fleumático. Inicialmente, ao pensar em Deus, sua alma inconformada e depressiva apenas se lamentava amargamente. Naquele estágio, ao lembrar de Deus, sua alma gemia, não por desejá -lo, mas pela dor de pensar que o SENHOR o ignorava e havia cessado sua misericórdia. Deus o havia rejeitado? A sua Graça cessou? Ele o ignora e não tem mais interesse em sua vida? Sua Palavra não havia mais sentido? Sua benignidade chegou ao fim?   São tantos os questionamentos a respeito que o salmista passa a noite em claro, pois não havia descanso em seu espírito e a sua alma turbava-se.

Mas...

Seus pensamentos aos poucos vão recobrando a realidade e suas conjecturas passam a dar lugar a sobriedade. Seu espírito pára de investigar a Deus e então conclui: "isto é enfermidade minha..." (v10), e logo ele se lembra dos anos da destra do Altissimo! [Então a razão daquele estado de angústia não estava em Deus, mas em si mesmo?] A partir do versículo 10 ele pondera, reflete, quem sabe pára um pouco de pensar em si mesmo e nas suas frustrações, direitos, dores, angústias... Ele reconhece que suas indagações anteriores são certamente resultados de sua alma aflita e passa a recordar os feitos do Senhor.
É como se naquele momento ele passasse a acordar do sono de si mesmo, sair daquelas sombras que ele mesmo havia criado para si, resultado de suas tribulações, sejam elas quais fossem. Então ao pensar em Deus, não pela perspectiva de si mesmo, mas de recordar quem Deus verdadeiramente é,  seu humor muda porque ele se compromete a mirar seus olhos na bondade do Senhor e em seus atos de livramento no passado. [Como é importante lembrar! Olhar pra trás e considerar tudo que Deus já realizou em nossas vidas e por nós desde o princípio de todas as coisas]. Então,  basta ler agora o que Asafe conclui no restante do Salmo.  Observar os verbos que ele utiliza. Para compreender como agora seu lamento transforma - se numa canção de louvor a Deus! Conclui - se então que, diante das amarguras de uma alma deprimida ( 77.1-9), é importante recompor a mente ( 77.10-15), e voltar a ver Deus não a partir de suas próprias perspectivas e frustrações, mas do que Ele é verdadeiramente - DEUS;  ilustrando seis feitos e bênçãos realizadas no passado ( 77.16-20). Então, que Deus é tão grande como nosso Deus? Saia de si mesmo, das sombras do que lhe falta, ou do que lhe aconteceu, e olhe para Aquele que é desde o princípio.  Nunca mudou e permanece fiel e tem o controle de todas as coisas. Escape do pânico e estado depressivo de sua alma a partir do reconhecimento da soberania de Deus para consolar-se. Anime-se considerando os feitos do Senhor, e recordando-se de quem verdadeiramente Ele é: " Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus;"! ( Sl 46.10).