segunda-feira, 30 de junho de 2014

PAVI - 25 Anos!



PAVI - 25 Anos! Convidamos você para neste dia orarmos a Deus com ações de graças pelos 25 anos da missão PAVI. Somos gratos a Deus por tudo e por sua vida que nos acompanha e ora por nós. Durante este dia, una-se a nós em oração: louvando, agradecendo e intercedendo pelo Pr. Wanderley Rangel (Diretor/Fundador) e por toda missão!

quinta-feira, 19 de junho de 2014

"Pornolescência!"

Pornolescência
POR TIM CHALLIES* 

Vai levar tempo – décadas, pelo menos – antes de conseguirmos calcular o custo preciso de nosso vício cultural em pornografia. Porém, como cristãos, nós sabemos o que significa adulterar o plano claro e inequívoco de Deus para a sexualidade: o custo será alto. Ele deve ser alto.
Todos nós sabemos que o custo será alto em famílias fraturadas e pais, maridos e esposas inconsoláveis. Já estamos vendo muitos desses casos e cada um deles é uma tragédia particular. Nós sabemos que o custo será alto nos incontáveis milhares de mulheres que são usadas e abusadas na frente das câmeras para serem violadas para o prazer de outros. Esta também é uma tragédia repugnante. Mas um custo negligenciado, que ficará claro com o tempo, é que a pornografia está roubando os melhores anos de um milhão de rapazes e moças cristãs. A pornografia está dominando suas vidas durante a adolescência e os vinte anos. Está controlando suas vidas durante esses anos quando há muita energia e pouca responsabilidade, quando o mundo se abre diante deles e as possibilidades são infinitas, quando eles estão traçando as trajetórias para o resto de suas vidas. Seus sonhos e seus talentos estão sendo embaraçados e esmagados por um compromisso descuidado com o pecado.
Assim, muitos jovens cristãos têm detido seu crescimento espiritual naquilo que eu chamo de pornolescência. Pornolescência é aquele período em que a pessoa é velha e madura o suficiente para saber que pornografia é errado e exige um alto preço, mas imatura ou apática demais para fazer alguma coisa sobre isso.
Pornolescência é aquele período em que ela sente a culpa por seu pecado, mas ainda gosta demais dele para abrir mão.
Ele pode fazer o ocasional pedido de ajuda, ou instalar o Covenant Eyes (mas mantendo uma alternativa para quando estiver realmente pegando fogo), ou procurar um parceiro para prestar contas. Mas ele não quer realmente parar. Ainda não. Ela pode telefonar para uma amiga ocasionalmente ou planejar uma conversa com uma mulher mais velha na igreja, mas, no fim, sua vergonha interna pesa mais que seu desejo por santidade. E assim, ela continua, noite após noite.
Isso é pornolescência, aquele período entre enxergar o pecado pelo que ele é e realmente mortificá-lo, aquele período entre a profunda convicção de imoralidade e o compromisso obstinado com a pureza. Para algumas pessoas, isso dura dias, mas, para um grupo muito maior, dura anos. Muitos jovens – jovens demais – estão crescendo muito lentamente hoje. Seu despertar sexual está chegando muito cedo e entre todo tipo de circunstâncias erradas, e isso está atrasando todos os outros tipos de maturidade. Em especial, isso está atrasando sua maturidade espiritual.
1 Tessalonicenses 4.3 deixa isso claro como o dia: “A vontade de Deus para vós é esta: a vossa santificação;  por isso, afastai-vos da imoralidade sexual”. Um crescimento cristão em santidade e seu desenvolvimento em maturidade cristã estão direta e inextricavelmente ligados à pureza sexual. Uma pessoa não pode buscar a Deus com todo empenho enquanto também busca a pornografia com todo empenho. É um ou outro, não um e outro. Deus não será zombado.
Deus não permitirá que você alcance o topo das montanhas espirituais enquanto rasteja na sujeira pornográfica.
Deus não permitirá que você cresça em maturidade cristã enquanto você chafurda em sua incessante pornolescência.
E eu acho que o tempo provará que este é um dos custos mais sombrios da pornografia: ela está roubando os melhores anos de jovens cristãos demais. Está tolhendo seu crescimento espiritual e atrasando seu ingresso no serviço e ministério cristãos. Essas são as pessoas que representam o futuro da igreja – futuros presbíteros, futuros diáconos, futuras líderes de ministérios femininos, futuros líderes da juventude, futuros professores de crianças, futuros mentores, futuros missionários, futuros professores de seminário, futuros defensores da fé, futuros líderes denominacionais e assim por diante. Mas, a cada clique, a cada vídeo, a cada exposição desavergonhada ao que Deus considera detestável, eles escolhem adorar um deus no lugar do Deus. E, tudo isso, enquanto atrasam seu ingresso na maturidade, na liderança, em quem e naquilo que Deus os chama para ser.
Se este é você, escute meu apelo: por causa da igreja de Cristo e por amor à igreja de Cristo, mortifique esse pecado. Faça isso por Ele e faça por nós.
Extraído de Reforma21.org – Texto aqui
Traduzido por Josaías Jr


* Inextricavelmente – de inextricável = está emaranhado, que não se pode arrancar, inseparável etc. 

Outros artigos e recursos relacionados a este tema:

- Uma palavra para os pais a respeito da pornografia (texto aqui)
- Folheto O Perigo da Pornografia (aqui)

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Ponto de Reflexão: Por que respeitar os meus pais?



Por que respeitar os meus pais?
“Filho, faça o que o seu pai diz e nunca esqueça o que sua mãe ensinou.”
Provérbios 6:20.

No serviço militar, os novos recrutas são ensinados que, acima de qualquer coisa, eles devem respeitar os seus comandantes. Eles podem discordar de suas decisões ou de seus estilos de vida, mas é exigido deles que respeitem as posições de liderança dos comandantes. De maneira parecida, Deus exige que você respeite os seus pais. Ele os escolheu para liderar a sua família e instruir você. Por meio dos pais, Deus sustenta, protege e orienta a vida de seus filhos. Em sua sabedoria, Deus fez uma decisão perfeita. Mesmo quando você discorda de seus pais, você é aconselhado a respeitá-los porque eles são sua mãe e seu pai. Respeito significa que você aceita a instrução deles – deixa essa instrução guiar e proteger você. Deus influencia diretamente sua vida através da liderança de seus pais. Este é o jeito pelo qual Ele colocou as coisas em ordem. Esse é o modelo que funciona. Você é beneficiado pelos pais, e Deus é glorificado pelo amor que você dedica a eles.

Você sabia que sua obediência aos pais reflete a sua espiritualidade e amor ao Senhor?
Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. Efésios 6:1-3

Veja algumas lições extraídas de Efésios 6:1-3:

 O ADOLESCENTE E A ESPIRITUALIDADE NA FAMÍLIA
Efésios 6: 1-4; Colossenses 3: 18-21 
O SEU RELACIONAMENTO FAMILIAR REVELA A CONDIÇÃO DA SUA ESPIRITUALIDADE
 1 – Obedecer aos pais é um ato de fé
·         Para obedecer não precisa concordar com a ordem dos pais (“obedecer em tudo”)
·         Para obedecer não precisa achar justa a ordem dos pais (“obedecei”)
·         Para obedecer é preciso apenas confiar no Senhor da Palavra (“no Senhor”)
·         Obedecer é grato diante do Senhor
 2 – Honrar os pais é um ato de fé
·         Honrar os pais é obedecê-los não apenas  na presença deles, mas principalmente na ausência deles.
·         Honrar os pais é justo diante de Deus
·         Honrar os pais resulta em bênçãos (“para que te vá bem e tenhas longa vida”)
3 – Reflexões
·         Coerência a vida na Igreja com a vida familiar
·         Os homens veem mais o que somos na Igreja e o Senhor Deus observa o que somos na família
·         Você só conseguirá construir uma família melhor se souber lidar com a sua atual.
TEXTOS EXTRAS: Provérbios 1: 8; 4: 1; 10:1; 13: 1; Êxodo 20:12

FILHOS, É ASSIM:
“Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. Honra teu pai e tua mãe... Para que tudo te corra bem...“   Ef 6: 1-3
1 – “filhos” – IDENTIDADE
Seja filho biológico, do coração, enteado, enteada...
2 – “obedecei” – OBJETIVIDADE (É um mandamento)
O abcd de filho é OBDC! (obedecer).
3 – “seus pais” – FINALIDADE
Não é obedecer aos amigos, aos artistas, às falas da mídia. Deus usa os pais!
4 – “no Senhor” – ESPIRITUALIDADE
Obedecer aos pais é uma questão de FÉ, mesmo que não concorde com a ordem.
5 – “é justo” – CONFIABILIDADE
A ordem nem sempre é justa mas o ato de obedecer é justo.
6 – “honra teu pai e mãe” – FIDELIDADE
Honrar é obedecer aos pais na ausência deles.
7 – “tudo te corra bem” – PROSPERIDADE
Deus abençoe filhos obedientes aos pais. (Promessa)

No lar, o filho deve estar, de bom grado, debaixo da autoridade de seus pais em submissão obediente a eles como agentes do SENHOR colocados sobre ele, e obedecer aos seus pais como se estivesse obedecendo ao próprio SENHOR. A razão é, simplesmente, que essa foi o modo planejado e exigido (“justo”) por Deus. (Colossenses 3:20; Oséias 14:9).
Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor.
Colossenses 3:20

Quem é sábio, para que entenda estas coisas? Quem é prudente, para que as saiba? Porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão. Oséias 14:9

Fontes:
O ADOLESCENTE E A ESPIRITUALIDADE NA FAMÍLIA  - em www.pavi.psc.br. Texto original aqui
 “FILHOS, É ASSIM...”  - em www.pavi.psc.br. Texto original aqui
Por que respeitar os meus pais? – Bíblia Sagrada na Linguagem de Hoje, edição para os jovens. SBB, 2002.