domingo, 25 de maio de 2014

RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO DO LIVRO DE PROVÉRBIOS

RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO DO LIVRO DE PROVÉRBIOS
Na Bíblia hebraica, o título é “Provérbios de Salomão” (1:1), como também na versão grega, a Septuaginta. O livro reúne os 513 provérbios expostos por Salomão (1 Rs 4:32; Ec 12:9), ao lado de alguns provérbios de outros autores que certamente foram influenciados por esse rei. A palavra “provérbio” significa “ser como”; assim, provérbios é um livro de comparações entre as imagens comuns e concretas da vida com suas verdades mais profundas. Os provérbios são declarações (ou ilustrações) morais simples que descartam e ensinam as realidades fundamentais da vida. Salomão buscava a sabedoria de Deus (2 Cr 1:8-12) e forneceu “ditos práticos” criados para levar os homens a contemplar: 1) o temor de Deus e 2) a vida segundo a sabedoria divina (1:7; 9:10). A síntese dessa sabedoria está personificada no Senhor Jesus Cristo (1 Co 1:30).

RESPOSTAS DO ESBOÇO

1) Autor/Autores: Salomão, com trechos escritos por Agur e pelo rei Lemuel.
O próprio Salomão escreveu a maioria dos provérbios (1 Rs 4:32; Ec 1:13; 12:9). Pela referência em certos lugares aos “ditados dos sábios”, crê-se que, além de seus próprios provérbios, Salomão tenha colecionado alguns conhecidos no seu tempo, incorporando-os aos seus. Os provérbios dos últimos dois capítulos foram escritos por Agur e Lemuel, autores que a Bíblia não menciona em outra parte.

2) Data: Cerca de 950 a.C., com trechos de 720 a.C.
Uma vez que o Livro de Provérbios é uma compilação, sua composição estendeu-se por um longo período, com a obra principal datada de cerca de 950 a.C. os capítulos 25 a 29 são identificados como transcritos pelos “homens de Ezequias”, o que situa a cópia em cerca de 720 a.C., embora o material em si fosse de Salomão, talvez retirado de um documento separado encontrado no tempo de Ezequias.

3) Tema: Princípios universais para a vida. (1:1-7)

4) Propósito: Dar instrução moral, especialmente aos jovens. (1:1-7)

5) Palavras-chave: sabedoria, conhecimento, entendimento, instrução, temor do Senhor.

6) Texto-chave: 1:7

6.1) Pensamento-chave: O temor do Senhor, mencionado cerca de quatorze vezes.
O tema que se estende acima de todos nesse livro – a reverência a Deus (veja v. 1:29; 2:5; 3:7; 8:13; 9:10; 14:26-27; confira também, Jó 28:28; Sl 34:11; At 9:31). Essa admiração reverente e temor submisso são fundamentais para todo conhecimento espiritual e sabedoria (confira 2:4-6; 9:10; 15:33; Jó 28:28; Sl 111:10; Ec 12:13). Conquanto o não crente possa fazer declarações sobre a vida e a verdade, ele não terá o conhecimento verdadeiro e absoluto até que desfrute de um relacionamento redentor com Deus que inclua a admiração reverente. O temor do Senhor é um estado mental em que as atitudes, desejos, sentimentos, ações e objetivos de uma pessoa são substituídos pelos de Deus (Sl 42:1) (BEM – SBB, pág. 796.)

7) Conteúdo:
1) Conselhos paternais e advertências, com exortações acerca da obtenção de sabedoria – Caps. 1-7;
2) Chamado da sabedoria – Caps. 8-9;
3) Os provérbios de Salomão – contrastes entre o bem e o mal, a sabedoria e a insensatez – Caps. 10-20;
4) Máximas proverbiais e conselhos – Caps. 21-24;
5) Os provérbios de Salomão, copiados por homens do rei Ezequias – Caps. 25-29;
6) As palavras de Agur, o profeta – Caps. 30;
7) As palavras do rei Lemuel, o conselho de uma mãe, 31:1-9. A descrição de uma esposa ideal, 31:10-31.

8) Porções seletas sobre a Sabedoria:
Sabedoria, seu chamado (1:20-23; cap. 8); sua fonte (2:6); sua preciosidade (3:13-26); a coisa principal (4:5-13); o tesouro mais valioso (8:11-36); sua festa (9:1-6).

9) Destaque 13 (treze) discursos à Juventude sobre a Sabedoria (em 1:8-9-18):
1) Obedece a teus pais e segue seus conselhos (1:8,9)
2) Recuse todas as tentações dos incrédulos (1:10-19)
3) Submeta-se à Sabedoria e ao Temor do Senhor (1:20-33)
4) Busque a Sabedoria e seu discernimento e virtude (2:1-22)
5) Características e benefícios da Verdadeira Sabedoria (3:1-35)
6) A Sabedoria como tesouro da família (4:1 – 13,20-27)
7) A Sabedoria e os dois caminhos da vida (4:14-19)
8) A tentação e a loucura da impureza sexual ( 5:1-14)
9) Exortação à fidelidade conjugal (5:15-23)
10) Evite ser fiador, preguiçoso e enganador (6:1-19)
11) A loucura inominável da impureza sexual sob qualquer pretexto (6:20-7:27)
12) O Convite da Sabedoria ( 8:1-36)
13) Contraste entre a Sabedoria e a Insensatez (9:1-18)

10) Quais os contrastes entre:
    a) A Sabedoria e A Insensatez (O Tolo) (9:1-18): A festa da loucura é descrita como se fosse oferecida pela mulher-loucura. Observe o contraste feito com a sabedoria, nos vs 1 a 6, e as semelhanças com a mulher adúltera, em 7:6 a 23. A Sabedoria traz vida a Insensatez conduz à morte!
    b) O Justo e O Ímpio: os contrastes estão no cap. 10 ao cap. 15:33.

11) Qual a relação entre Sabedoria e Temor do Senhor (9:10)?
A Verdadeira Sabedoria é originada no Temor do Senhor.

12) Identifique em Provérbios, a importância do Temor ao Senhor:
8:13; 9:10; 1:7 – Temor do Senhor, aqui é igualado a aborrecer o mal, é, em outros lugares, equiparado à Sabedoria e ao Conhecimento; desse modo, Sabedoria e Conhecimento significam aborrecer o mal.

13) Cite pelo menos 3 (três) versículos para cada uma dessas temáticas encontradas no livro de Provérbios:
a) A ira: 11:4;12:16;14:17,29; 15:18; 16:32; 19:11,19; 20:2.
b) A generosidade: 3:9-10; 11:24-26; 14:21; 19:17; 22:9.
c) A correção dos filhos, disciplina: 13:24; 19:18; 22:6,15; 23:3-14.
d) Os tentadores: 4:14; 9:13-18; 16:29.
e) O Temor do Senhor: 1:7; 3:7; 9:10; 10:27; 14:26-27; 15:16,33; 16:6; 19:23; 23:17; 24:21.
f) Insensatos/tolos: 9:6; 10:8,18,21,23; 12:15,16,23; 14:9,16; 15:2; 18:2; 20:3; 21:20; 23:9; 27:22; 28:26; 29:11.
g) Amizade: 17:17; 18:24; 19:4; 27:10,17.
h) Conhecimento divino (onisciência de Deus): 15:11; 21:2; 24:12.
i) Diligente: 6:6-11; 10:4-5; 12:24,27; 13:4,11; 15:19; 18:9; 19:15,24; 20:4,13; 21:5; 22:13; 24:30-34; 26:13-16; 31:13.
j) Opressão: 14:31; 15:15; 22:16,22; 28:3,16.
k) Orgulho: 6:17; 8:13; 11:2; 13:10; 15:25; 16:18-19; 18:12; 21:4,24; 29:23; 30:13.
l) Prudência: 1:4; 8:12; 9:10; 10:19; 12:23; 13:16; 14:6,8,15,18,33; 15:5; 16:21; 18:15; 19:14; 22:3; 27:12.
m) Zombadores (Escarnecedor): 3:34; 9:7,8; 13:1; 14:6,9; 19:25,29; 21:11; 22:10; 24:9; 26:20; 29:8.
n) Contenda: 3:30; 6:12-19; 10:12; 13:10; 15:18; 16:28; 17:1,14,19; 18:6,19; 19:13; 20:3; 21:19; 22:10; 25:8; 26:17,20-22; 30:33.
o) Temperança: 20:1; 21:17; 23:1-3, 20; 23:29-35; 25:16; 31:4-7.
p) A língua, boca: 4:24; 10:11-32; 12:6,18,22; 13:3; 14:3; 15:1-7,23; 16:13, 23, 27; 17:4; 18:7, 21; 19:1; 20:19; 21:23; 26:28; 30:32.
q) Ganho injusto: 10:2; 11:1; 13:11; 21:6; 28:8.
r) Riqueza: 10:2,15; 11:4,28; 13:7,11; 15:6; 16:8; 18:11; 19:4; 27:24; 28:6,22.
s) Indolência (Preguiça): 6:6-11; 10:4-5,26; 12:11,24,27; 13:4; 14:4,23; 15:19; 18:9; 19:15,24; 20:4,13; 21:5,25; 22:13,29; 24:30-34; 26:13-16; 27:18, 23-27; 28:19-22; 30:25; 31:13-19,21-25,27.
t) Dolo, Calúnia, Difamação: 10:18; 11:9; 16:28; 21:28; 22:10; 26:20-22; 30:10.
u) Leviandade, Mentira, Mexerico: 11:9,13; 12:13,19,22; 14:5; 17:20; 18:8; 19:5,9; 20:17,19; 21:6; 24:28; 25:18; 26:20,22.
v) Intemperança (Falta de controle): 16:32; 21:17; 23:1-2,20-21; 25:16; 28:7; 21:23; 25:28.
w) Teimosia/Impenitência: 1:24,25.
x) Mulheres (boas e más): 5:18-19; 31:10-31/ 2:16-19; 5:3-14,20,23; 6:24-35; 7:5-27; 9:13-18.
y) Natureza, Animais: 30:15,18,19,24-31.
z) Lei, Mandamentos, Estatutos, Palavra de Deus: 2:1-5; 7:2-4; 13:13; 30:5,6.

Outras temáticas que você queira destacar:
(há diversas que você poderá apontar)

14) Quais advertências sobre a questão sexual são levantados em Provérbios?
Alerta em relação ao adultério e à prostituição – 2:16-19; 5:3-20; 7:4-27; 9:13-18; 22:14; 23:26-28; 29:3; 30:20; 31:3.

15) Quais conselhos são mencionados no livro de Provérbios para termos saúde e assim vivermos mais e melhor? 10:27; 4:20-22; 17:22.

16) Quais alertas o livro de Provérbios faz sobre as bebidas alcoólicas?
20:1; 21:17; 23:20,21; 31:4,5.  

17) É correto para o cristão fazer “Brincadeiras de mau-gosto” com os outros? (26:18,19) A pessoa que assim procede é considerada como louca e traz sobre si a lei da semeadura, colhendo para si o mal que semeou. (28:8,19)

18) Por que é bom ouvir conselhos sábios? 11:14; 12:15; 13:10; 15:22; 20:18; 24:6.

19) Utilize pelo menos um versículo para mostrar as seguintes diferenças:
a) Ira e ódio versus Longanimidade: 10:12; 15:17,18.
b) Vingar-se versus Perdoar e pagar o mal com o bem: 10:12; 17:9,13; 20:22; 25:21,22.
c) Humildade versus Soberba: 11:2; 3:7; 16:5,18,19.
d) Honestidade versus “Espertalhão”: 11:1; 20:10,14,23.

20) Cite pelos menos 3 (três) conselhos contidos em Provérbios para:
a) Os pais: 19:18; 22:6,15; 23:13,14.
b) Os filhos: 1:8,9; 4:1-4; 13:1; 23: 22-25.

21) Por que devemos zelar pelo nosso nome? (22:1; 10:7)
Porque vale mais que as muitas riquezas e testemunhará ao nosso respeito até mesmo após a morte.

22) Sobre o que a mãe do rei Lemuel o ensinou/aconselhou?(31)
Sobre a devassidão, castidade e impureza; evitar bebidas fortes, ser justo e defender os necessitados (31:1-9); sobre as qualidades da esposa ideal (31:10-31).

23) Quais conselhos de Provérbios você destacaria para sua vida?
(resposta pessoal baseada no estudo do livro)

24) Qual a importância do adolescente cristão estudar o livro de Provérbios e lê-lo regularmente sempre que necessário?
(resposta pessoal baseada no estudo do livro)

25) Após você ter estudado todo o livro de Provérbios, resuma o que aprendeu em uma única frase.
(resposta pessoal baseada no estudo do livro)


Consultas: Bíblias em várias versões: BEM – SBB; BEP – Revista e Corrigida (CPAD); BT - Contemporânea (VIDA); BEPL – Revista e Corrigida (SBB); BPC (CPAD). PEARLMAN, Myer. Através da Bíblia livro por livro (VIDA). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário