quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Feliz 2015!


FELIZ ANO NOVO PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA! Deus vos abençoe para que sejais sempre cheios do pleno conhecimento da vontade de Deus, com toda a sabedoria e entendimento espiritual. Vivendo sempre de maneira digna do Senhor e em tudo possam agradá-lo, frutificando em toda boa obra, crescendo no conhecimento de Deus e sendo fortalecidos com todo o poder, de acordo com a força da sua glória, para que tenham toda a perseverança e paciência com alegria, sempre dando graças ao Pai, que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz. (Colossenses 1:9-12). É uma alegria tê-los conosco, somos gratos por suas orações e interação com o ministério, esperamos em Deus continuar servindo aos santos para edificação do corpo de Cristo e para o pleno conhecimento do Filho de Deus, até que Ele venha (Efésios 4:11-16).  Abraços. Janaína Costa.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

"Vocês não confiam em mim?!"



“Você simplesmente não confia em mim.”
 Adolescente
“Não é que não confio em você ...
É que eu espero poder confiar mais em você”
Pais



Por que meus pais se importam com o que estou vendo e com quem converso quando uso a internet? E se preocupam com quem ando e para onde vou? Eles não confiam em mim?!

O cuidado e zelo que seus pais têm por você lhe impondo limites e procurando saber sobre suas companhias, amizades e demais informações a teu respeito não significa falta de confiança em você. Pelo contrário, é exatamente por querer preservar essa confiança e lhe ver em segurança que seus pais se importam e estabelecem regras. A disciplina faz parte do amor e da responsabilidade dos pais para com seus filhos. Valorize seus pais, converse com eles sobre as regras estabelecidas, com certeza eles respeitarão sua privacidade com equilíbrio, procure compreender as ações de seus pais e exponha também o que você sente e pensa, assim evitará conflitos e fortalecerá o relacionamento entre vocês! Cada um no seu canto ou agir com hostilidade e provocação em nada resolve, o melhor é o diálogo franco e honesto, assim você usufruirá da confiança de seus pais progressivamente e, consequentemente, usufruirá de uma liberdade que não trará surpresas desagradáveis a ninguém.

Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo.
"Honra teu pai e tua mãe", este é o primeiro mandamento com promessa: "para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra".

Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor. Efésios 6:1-4

Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio.   Provérbios 19:20

Ouça, meu filho, a instrução de seu pai e não despreze o ensino de sua mãe. Provérbios 1:8

Meu filho, obedeça aos mandamentos de seu pai e não abandone o ensino de sua mãe. Provérbios 6:20



PENSE: A  CONFIANÇA  E  A  LIBERDADE  ESTÁ DIRETAMENTE  RELACIONADA  À  SUA RESPONSABILIDADE.

PESQUISA: Participe!



Olá queridos, tudo bem com vocês?
Saudações em Cristo Jesus!

Nesse final de semana (de 31/10 – 2/11) estaremos em Fortaleza para trabalhos e capacitação para liderança de adolescentes, palestras com pais e filhos, também reunião com os adolescentes e ministrando em cultos.

Carecemos de suas orações!

Reconheço que as atualizações do Blog estão mais lentas e que precisamos regularizar para que ao menos tenhamos no mínimo atualizações mensais, assim fica bem melhor de você acompanhar o Blog com mais frequência.
Nesse final de ano estamos em tempo de revisão e produção, sempre com o objetivo de servi-los com mais qualidade e utilidade para seu ministério e vida com Deus. Por isso o ritmo das postagens diminuiu, mas tudo isso faz parte desse processo temporário que vez por outra se faz necessário. 

Gostaria de pedir sua ajuda! Posso? Convido você a participar desse processo de novas descobertas, queremos “ouvi-los”, escreva para nós ministerio.c.adolescentes@gmail.com e relate sobre:

- Quais suas maiores dificuldades no ministério de adolescentes?
- Quais recursos você mais utiliza e mais carece para o seu ministério?
- O blog tem sido útil para seu ministério? O que mais você utiliza dele?
- Que tipo de recursos e materiais você gostaria que postássemos com mais frequência?
- Existe alguma área da adolescência em que você encontra mais dificuldade para lidar com eles? Qual (ou quais)?
- Você considera os cursos de capacitação importantes? Quais temáticas poderiam ser exploradas de maior interesse e utilidade para o ministério de adolescentes?
- Há algo que deseja compartilhar conosco para nos ajudar a servir melhor? Sinta-se a vontade.
- Como você desenvolve o ministério de adolescentes em sua igreja? Compartilhe sua experiência.

Agradecemos muitíssimo por sua atenção e tempo dedicado para nos auxiliar em nossa pesquisa. Ela será muito útil para as produções que irão auxiliar muitos líderes e pais de adolescentes.

Aguardo seu e-mail!
Até breve!
Deus abençoe sua vida e ministério.

Abraços,
Janaína Costa.
ministerio.c.adolescentes@gmail.com

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

PONTO DE REFLEXÃO: “A mentira é uma armadilha” – não deixe que ela o domine!

PONTO DE REFLEXÃO: “A mentira é uma armadilha” – não deixe que ela o domine!



A mentira pode tornar-se um hábito, e que péssimo hábito. Alguns a justificam dizendo que temem falar a verdade porque os pais ou amigos podem se magoar, outros porque não conseguem assumir os próprios atos, seja qual for o motivo que se utilize para praticá-la, Deus não deseja que vivamos mentindo, isso o desagrada porque a mentira pode nos destruir, prejudicar relacionamentos importantes e entristecer os pais abalando a confiança (Efésios 4:25. Colossenses 3:9; Provérbios 12:19-22). Sabe quem é o pai da mentira? O diabo (João 8:44) - Logo não tem parte com Deus! O Senhor deseja que vivamos uma vida de verdade, acredite, mesmo que seus pais e amigos venham a se entristecer com alguma coisa que você tenha feito, é melhor falar a verdade, pois a mentira dura um momento (Provérbios 12:19) envergonhando aquele que a praticou.

Se você tem mentido com frequência a seus pais, confesse a Deus e peça perdão, ore a Ele pedindo coragem para falar a verdade. A confiança que os pais depositam nos filhos é muito importante e dá ampla liberdade. Alguns se enganam achando que mentir faze-os “escapar” das consequências de seus atos e com isso sentem-se “livres”, é exatamente o contrário: a mentira é uma armadilha, ela escraviza! Porque é pecado e traz todas as consequências nocivas dele, incluindo a pior delas: a morte! (Romanos 6:23).  Quem adquire esse hábito tem muita dificuldade de vencê-lo e passa a mentir constantemente, sua reputação poderá ser prejudicada e ninguém confiará mais nele.

Alguns mitos sobre a mentira:

- A mentira fará eu me livrar da disciplina dos meus pais;
- A mentira pode me fazer popular com os colegas na escola;
- A mentira é inofensiva;
- A mentira é boa, dependendo da situação;
- A mentira só é pecado se fizer mal a alguém;
- A mentira só se torna mentira quando alguém descobrir a verdade, então não fiz nada de errado se ninguém souber!
- Etc
Todos esses argumentos acima são mentiras, um engano. Sabemos que mesmo conhecendo a Jesus, somos pecadores, sujeitos a pecar e assim a mentir, mas isso não deve ser um hábito, uma prática contínua (1 João 5:18). E caso aconteça, devemos nos arrepender e confessar a Deus, pedindo seu perdão e, se preciso for, corrigir algo ou conversar com alguém, como os pais, por exemplo, (1 João 1:9; 2:1) . É a prova de nosso arrependimento: assumir nossos atos e passar a ter uma nova postura, para reconquistar a confiança, se esta foi abalada.

Leia esses textos bíblicos abaixo, reflita, pense e ore pedindo a Deus para ajudá-lo a falar a verdade, sempre.

Os lábios que dizem a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante. Provérbios 12:19

Eis o que devem fazer: Falem somente a verdade uns com os outros, e julguem retamente em seus tribunais; Zacarias 8:16

Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. Efésios 4:25

Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas, e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador. Colossenses 3:9,10.

Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ele é um escudo para quem nele se refugia. Nada acrescente às palavras dele, do contrário, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso. Provérbios 30:5,6.

Quem pratica a fraude não habitará no meu santuário; o mentiroso não permanecerá na minha presença. Salmos 101:7

O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a verdade. Provérbios 12:22


Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte". Apocalipse 21:8

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Sugestão: Recursos Classe Adolescentes Vencedores - Lição: Cartas que ensinam (CPAD) - 4º Trimestre

SUGESTÕES para Classe da EBD: “Adolescentes Vencedores” – 13 a 14 anos (CPAD) (4º Trimestre).

Alguns de nossos amigos que acompanham o Blog são professores da Classe de Adolescentes na EBD e utilizam as lições da série “Adolescentes Vencedores” da CPAD. Eles me pediram uma sugestão para trabalhar as cartas de Paulo, temática que estarão nesse último trimestre do ano: “Cartas que ensinam”. Como o tempo de aula não é tão extenso, o autor da revista apenas destacou alguns pontos de cada uma das cartas. Então, para que os adolescentes não fiquem com uma visão apenas parcial, sugiro que se sejam utilizados planos de leitura para estudarem as cartas durante a semana que antecede cada lição, além de atividades extras que reforçarão os estudos deles. O professor não deve obter apenas o conhecimento do assunto que vai ministrar, restrito à lição, mas de cada Carta como um todo, a cada domingo é uma carta diferente. Você pode explorar mais e estimular seus alunos a pesquisarem e estudarem todas as cartas paulinas.

Abaixo segue uma sugestão para você, professor, qualquer dúvida ou diálogo, pode entrar em contato pelo e-mail ministerio.c.adolescentes@gmail.com

Espero que essas sugestões lhes sejam úteis. Nelas há mais o estímulo extraclasse, para que o aluno também estude durante a semana e se aprofunde melhor no assunto antes das aulas.

Lembre-se: Utilize sempre uma ação para abertura da lição e ao final, não se esqueça de proporcionar atividades para socializar e avaliar o ensino ministrado. Faça seu planejamento e construa sua aula, assim haverá tempo suficiente para o que for realmente preciso. O principal não é a dinâmica, a canção ou as atividades, mas o ensino da Palavra de Deus. Priorize-o! E com equilíbrio e bom senso, dará tempo para compor uma aula completa.

Tenha um ótimo e rico trimestre, as cartas paulinas são excelentes.
Temos no Blog alguns dos seus estudos, veja no marcador "Estudos Bíblicos" - aqui.
Abraços, JanJ


SUGESTÃO ABAIXO – PODE BAIXAR AQUI

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Versículo da Semana: Mateus 22:37


De todo o CORAÇÃO...
De toda a ALMA...
De todo o ENTENDIMENTO...
De toda a FORÇA... (Marcos 12:30)
A citação é de Deuteronômio 6:5, parte do “shemá” (termo hebraico para “ouve” – Deuteronômio 6:4)
 O uso de vários termos não tem o propósito de delinear faculdades humanas distintas, mas enfatizar a plenitude do tipo de amor a que se é chamado! Significa amar a Deus plenamente!

sábado, 27 de setembro de 2014

Como ter paciência nas tentações?



Meus irmãos, tende grande gozo quando passardes por várias tentaçõesSabendo que a prova da vossa fé opera a paciência. Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma. E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Tiago 1:2-6

Tornar-se cristão não isenta automaticamente um crente das dificuldades (veja em João 15:20; 2 Timóteo 3:12; 1 Pedro 1:6-7; 4:12-19). O comportamento adequado ao se encontrar a adversidade é ter grande gozo, que não é uma reação emocional, mas uma avaliação inteligente e deliberada da situação de acordo com a perspectiva de Deus, encarando as tentações como forma de crescimento moral e espiritual. Não regozijamos nas tentações em si, mas em seus possíveis resultados. Prova contém a ideia de testar autenticidade. As tentações servem como uma disciplina para purificar a fé das impurezas, afastando o que é falso. Paciência não é uma mera resignação passiva às circunstâncias adversas, mas uma firmeza positiva que resiste bravamente. Perfeitos não denota a absoluta falta de pecado, mas contém a ideia de ser completamente desenvolvido ou maduro. A sabedoria que se poderia ter ao pedir “com fé” (v.6) não é um conhecimento intelectual ou especulação filosófica, mas uma compreensão espiritual do propósito das tentações. Quando Deus concede um dom, Ele o faz liberalmente e não lança em rosto, isto é, generosamente, não ofensivamente, orgulhosamente ou com má vontade.

Mantenha-se firme e confiante em Deus diante das tentações e provações, peça a Ele sabedoria para discernir a situação e amadurecer com a experiência, assim sua fé será mais fortalecida e você mais amadurecido em seu relacionamento com Deus. Confie que o Senhor Deus tem sempre o escape diante das tentações e ajuda nas provações, Ele tem sempre o melhor para você, procure ter a visão correta diante das situações e jamais use qualquer argumento para justificar ceder às tentações. Cuidado com a ideia de que o cristão jamais passa por momentos difíceis e não sofre, isso jamais teve relação com a Bíblia, o próprio Jesus disse que no mundo teríamos aflições, mas que tivéssemos bom ânimo, pois Ele venceu o mundo ( Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. João 16:33 ). As tribulações têm propósitos, elas nos proporcionam a paciência e a perseverança, moldando nossa vida para o amadurecimento espiritual até atingirmos a estatura do homem prefeito: Cristo! Isso será concluído quando finalmente estivermos com Cristo na Glória!

Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam. Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Tiago 1:12-15



sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Plano Temático de Leitura da Bíblia - Gênesis

PLANO TEMÁTICO DE LEITURA DA BÍBLIA - Gênesis

Olá queridos!

Quanto mais opções de planos de leitura para auxiliar os adolescentes na leitura da Bíblia, melhor!
Então, qual o diferencial desse plano de leitura?  Ele é temático! Significa que nele há uma seleção dos principais temas e histórias da Bíblia de cada livro – neste é o de Gênesis – em que você poderá extrair preciosas lições para sua vida. 

Os adolescentes podem utilizá-lo para leitura bíblica diária em seus devocionais e os líderes podem utilizá-lo também como recurso mas reuniões de estudos bíblicos, nos clubes bíblicos, células etc.

Boa leitura e estudos!
Deus te abençoe!
Abraços,
Janaína Costa.
ministerio.c.adolescentes@gmail.com

Veja abaixo o Plano Temático de Leitura da Bíblia - Gênesis



quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Academia de Deus!

Academia de Deus!
Por Pr. Wanderley Rangel Filho
    

A anestesia eliminou em muito a dor durante as intervenções médicas e ortodônticas! Que bom! Só que esta ideia “anestésica” passou do âmbito físico/corporal para um modo de vida: Vida é viver sem dor é sem sofrimento.
     Dor/sofrer é estar fora do padrão que é alegria e prazer o tempo todo. Sofrimento passa a ser punição e fracasso: “Algo está errado comigo!” O resultado desde raciocínio é a busca frenética do bem estar chegando aos comportamentos inadequados, antissociais, infringentes e ao uso das drogas (uma maneira de anestesiar a vida).
     Mas na vida real, lúcida, rumo à maturidade, o sofrer faz parte do crescer. Observe os medalhistas olímpicos, quantos esforços (dor e sofrimento) treinos, disciplinas, dietas, renúncias, para chegarem ao pódio.
     Deus permite situações (provações) de dor e sofrimento para nos exercitar, lapidar, podar visando desenvolver caráter, fé, confiança, perseverança e dependência Nele.
     Sofrer e dores fazem parte da vida. Decepções com pais, parentes, amigos e autoridades, frustrações por expectativas, desejos e sonhos não realizados. “Portas fechadas” e “Nãos” fazem parte da agenda da vida. Até dá e em algumas situações devemos evitar, mas a inevitabilidade da dor e do sofrer são fatos. Anormal é não ter dor e nem sofrer. Seria um viver de “anestesia geral”! E quem está assim não está vivendo, está dopado!
     Veja a vida como uma academia, academia de Deus! Nesta academia não há imediatismo, mas processo. Deus trabalha no dia a dia, estamos em constante condicionamento, disciplina com discipulado. Não há como “bombar” na caminhada espiritual, mas unicamente na rota do dia a dia com seus altos e baixos, dores e alívios, tristezas e alegrias.
     Como a carta de Tiago orienta: “... tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,...” Tg 1:2. Sem sofrimento não há crescimento e sim atrofiamento.
     Portanto, jovem adolescente, faça dos momentos de dor/sofrer uma oportunidade para desenvolver, crescer e fortalecer, como numa academia, os músculos da fé, condicionar seu caráter ao de Cristo e aumentar seu “tônus” espiritual.  Na academia de Deus nos tornamos “sarados, tanquinhos e bem definidos”.
     “Chega de Sofrer”? Não! Chega sim de amolecer, esmorecer e baixa resistência. Exercitar? Sim! Com dor e sofrimento, só assim haverá aprimoramento, desenvolvimento e fortalecimento. Assim é Academia de Deus!

Fonte: Extraído, com autorização, de www.pavi.psc.br . Texto original aqui

Versículo da Semana: Salmo 119:45

Andar em liberdade e observar (obedecer) a Palavra de Deus: Tudo a ver! 
Salmo 119:44-46 - O salmista fala a respeito de guardar as leis e permanecer livre. Ao contrário do que muita gente pensa, obedecer às leis de Deus não representa proibições e restrições, pois elas nos libertam para sermos o que Deus planejou para nós. Quando vivemos de acordo com a vontade de Deus, temos liberdade para cumprir seu plano para a nossa vida.

sábado, 13 de setembro de 2014

Alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade!

Alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade! Filipenses 1:15-18


Aqueles que conhecem a Cristo e já não vivem mais segundo o velho homem têm suas motivações saudáveis e não nutrem sentimentos facciosos. Pastores, Líderes, Professores etc são pessoas que desenvolvem ministérios e são uma referência para os outros. É inconcebível que haja entre os irmãos, principalmente entre as lideranças, perseguições, ciúmes, e até injúrias porque veem no outro uma ameaça ao seu ministério e o povo não deve se afeiçoar a eles. Não é de hoje que há esse tipo de situações na igreja, Paulo já enfrentava fatos semelhantes quando escreveu aos Filipenses, por volta de 60-64 d.C.  “É verdade que alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade. Estes o fazem por amor, sabendo que aqui me encontro para a defesa do evangelho. Aqueles pregam a Cristo por ambição egoísta, sem sinceridade, pensando que me podem causar sofrimento enquanto estou preso. Mas, que importa? O importante é que de qualquer forma, seja por motivos falsos ou verdadeiros, Cristo está sendo pregado, e por isso me alegro. De fato, continuarei a alegrar-me,” Filipenses 1:15-18.  

Paulo era convicto de sua chamada e ministério (Atos 20:24),  as oposições não mudavam sua postura e missão, mesmo diante de todo sofrimento que passava, pois via neles uma oportunidade e propósitos divinos - Deus está acima de toda adversidade (Filipenses 1:12) ; seu conselho para a Igreja era que os irmãos nutrissem e seguissem o mesmo sentimento de Cristo Jesus – O EXEMPLO DE SERVO. Que foi humilde e obediente até o fim (Veja Filipenses 2:5-11). Por mais que Paulo se entristecesse em ver pessoas com sentimentos e ações tão contraditórias à fé, ele sabia que aquele que julgará todas as coisas é o que recompensará cada um segundo às suas obras (1 Coríntios 3:13). Nosso objetivo é comum, aqueles que buscam em primeiro lugar o Reino de Deus não lutam entre si, não competem pelo amor e atenção dos outros, não se ofendem com os dons e talentos de outros porque se sentem ameaçados! O que completaria a alegria de Paulo era que a igreja tivesse o mesmo pensar, mesmo amor e mesmo ânimo, para aquilo que era o objetivo comum da igreja: Jesus Cristo! Tudo é Cristo, por Cristo, em Cristo e para Cristo. Importa que Ele cresça e que nós diminuamos. Se por estarmos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Filipenses 2:1-4.

Alguns ao perceberem as necessidades e fragilidades dos outros, veem uma oportunidade de servir para ajudar a crescer, mas nem todos têm essa motivação, e usam a oportunidade para destruir e assim se sobressair como os melhores, únicos e mais especiais e capacitados que os demais.

Se você, líder, está passando por uma situação extrema de oposição e perseguição em sua igreja e ministério, ore ao Senhor Deus para que você tenha a visão correta da situação e sabedoria para lidar com a adversidade, não acentue a discórdia, nem a contenda, procure seguir o exemplo de Cristo e, assim como Paulo, mantenha-se prosseguindo para o alvo e correndo a corrida. Não desista! Observe a maneira como Paulo lidou com as situações extremas de oposição que passou no seu ministério, até mesmo quando questionaram sobre sua capacidade e apostolado (Veja em Gálatas). Muitos, de vários Estados de nosso país, têm compartilhado situações extremas que estão vivenciando em seus ministérios, estou orando por vocês e peço aos irmãos que orem também, clamemos pela igreja, clamemos por pastores e líderes dados por Deus, com motivações saudáveis e que sejam servos, comprometidos com o Reino de Cristo e não com seu próprio Ego!

Deus abençoe sua vida e ministério!
Abraço,
Janaína Costa
ministerio.c.adolescentes@gmail.com