terça-feira, 24 de setembro de 2013

"Qual é o versículo?"



                      Você pode usar esse recurso em seus clubes bíblicos, gincanas etc.

"Dando uma Força" (Dicas para o Ministério de Adolescentes) - Parte 2 (21-40)



“DaNdO uMa FoRçA”
(Dicas para o Ministério de Adolescentes) - Parte 2 (21-40)

Olá, mês passado começamos a postar algumas dicas que podem ser úteis ao seu ministério de adolescentes, aqui seguem mais outras:

21 – Nas reuniões, procure sempre ser o primeiro a chegar e o último a sair, assim poderá recepcionar os adolescentes e seus pais, quando eles comparecerem.
22 – Procure ter também seus momentos de lazer e descanso, principalmente após períodos de pico nos trabalhos, cuidado com o estresse ministerial e físico.
23 – Que tal visitar algumas escolas da vizinhança e levar convites para os adolescentes comparecerem nas reuniões do seu grupo e nos cultos da igreja? Faça convites criativos e prepare uma reunião com um tema chamativo, nela os adolescentes de seu grupo podem apresentar seus testemunhos, peças evangelísticas, louvor etc.
24 – Quando desenvolver metas realistas e expectativas elevadas não confie em resultados imediatos para determinar o sucesso ou fracasso. A colheita é o fim dos tempos, e não no final da sua reunião. Os resultados reais devem vir mais tarde. Muitas vezes, a longo prazo. Mesmo assim, sempre faça uma avaliação após cada trabalho.
25 – Interaja com outros líderes de adolescentes, saiam juntos e procurem trocar ideias e experiências...
26 - Quando fizer o planejamento das atividades para o seu grupo de adolescentes, considere o dia e horário em que eles estão mais disponíveis. Pesquise e veja o que melhor se adequa à sua situação, geralmente usamos a tarde dos sábados das 15h-17h.
27 – Nunca use um filme que você não tenha visto e nem convide um preletor que não conheça ou não tenha recomendação confiável. Seus adolescentes não são cobaias! Evite problemas com isso!
28 - Procure conhecer os pais de seus alunos.
29 - Tire um tempo para ler diferentes livros publicados recentemente a cada ano. Tente ler um livro sobre o ministério de adolescentes ou jovens, um livro sobre gestão de tempo e projetos, pode também incluir na lista até mesmo um bom romance e clássicos, porque não?
30 - Encontre maneiras positivas através das quais os alunos se envolvam na vida da Igreja, não só na vida do grupo de adolescentes. Faça com que eles interajam com outros ministérios, como de crianças, jovens, adultos, serviço social etc. Evite criar sua “própria elite”.
31 – Sorria, seja alegre, com equilíbrio!
32 – Dependendo do tamanho do seu grupo, procure visitar cada um deles pelo menos uma vez por semestre. Seja observador e assim procure conhecê-los melhor.
33 – Planeje pelo menos uma vez ao ano, um acampamento e também um retiro de capacitação e intimidade espiritual.
34 – Deixe que o adolescente seja adolescente. Não espere dele uma atitude de jovem ou adulto, não maximize nem pra mais e nem pra menos, conheça e compreenda as características de cada um deles.
35 – Não cancele uma reunião ou evento só porque não teve um número maior de presentes. Não fique se lamentando diante deles. Ajuste os planos, mas não os envie para casa. Isso os desvaloriza e traz sérias repercussões.
36 – Sempre que possível, ouça as músicas que seu grupo ouve. Isso o manterá atualizado e também em condições de orientá-los melhor sobre suas escolhas. Discuta sobre música de uma forma positiva com seus alunos periodicamente.
37 – Muitos não atentam para isso, mas faça um curso de primeiros socorros. Encoraje sua equipe e até adolescentes para fazer também. 
38 - Mantenha um arquivo de referência em caso de aconselhamento nas crises. Se você não está seguro de si, não hesite em enviar seus adolescentes a profissionais que têm as habilidades e experiência apropriados. Seja humilde.
39 – Se possível, veja uma oportunidade de ser voluntário em instituições que cuidam de adolescentes, essa experiência poderá lhe acrescentar muito...
40 – Obtenha livros sobre ideias criativas para ministérios, monte um banco de dados e estude-o periodicamente, use-o como referência, adapte-o às suas necessidades e realidades, lembre-se de que nem toda ideia, mesmo boa, nem sempre é aplicável a seu grupo. Evite atividades que pode estimular preconceitos, agressividade ou ridicularizar alguém, evite atividades que ponham em risco a saúde dos adolescentes, evite as atividades competitivas que envolvem beber rapidamente muito líquido ou comer comidas estranhas e misturas exóticas, não sabemos como o organismo reagirá e já ouvi casos que levaram a sérios e graves prejuízos!

Aguarde as próximas dicas!


Consultas: Adaptados dos recursos de Villanueva.


segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Versículo da Semana: Salmos 119:9


Neste mundo tão conturbado e depravado, você pode 
manter-se puro através da Palavra de Deus!

PONTO DE REFLEXÃO: Em que/quem está firmada a sua fé?

Ponto de Reflexão:

EM QUE ESTÁ FIRMADA A SUA FÉ? - Você bem sabe que as pessoas falham e as instituições também, pois elas são presididas por pessoas, então as decepções podem ser parte da nossa jornada aqui, você também pode ficar desgostoso com alguma atitude de seus pais, pois eles também erram, mas isso não significa que eles não amam você, como seres humanos eles também são falíveis, assim como você também é. Tudo isso que escrevi é bem óbvio, você já sabe bem, mas tem algo que você deve ter em mente: NÃO DEIXE DE SEGUIR A JESUS PORQUE VOCÊ SE DECEPCIONOU COM AS PESSOAS OU COM AS INSTITUIÇÕES! Ouço muitos falando sobre isso e fico triste de ver a fé de tanta gente ser firmada em pessoas e coisas; é bem o que diz a parábola do semeador: vindo as perseguições, tristezas, lutas e provações, logo se entristece e se desviam (Lucas 8:13; Mateus 13:20,21). É assim mesmo que vemos.
Mas e quando Jesus voltar, o que diremos a Ele? Deixar de servir a Deus, de ir para igreja porque se decepcionou com alguém não é sábio, pois Jesus jamais nos decepciona, Ele é o Salvador único de nossas almas, sem Ele estamos condenados a viver longe de Deus para sempre. Pessoas e instituições passam, mas a Palavra de nosso Deus é para sempre, ela é inabalável. Se você não se congrega mais e também deixou de servir a Jesus por causa de pessoas, é sinal de que você nunca conheceu a Jesus de verdade. Quem se converte a Cristo, permanece na verdade, persevera e dá fruto, é assim que diz a Palavra de Deus (Mateus 13:23): a semente que foi semeada em boa terra é a que ouve a palavra e a compreende, esse dá fruto e persevera retendo a palavra em um coração honesto e bom (Lucas 8:15). Então, em que/quem está firmada a sua fé?

Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam. Tiago 1:12

Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. Mateus 24:13

sábado, 7 de setembro de 2013

Recursos Variados para estudar a Bíblia com os Adolescentes


Recursos Variados para estudar a Bíblia com os Adolescentes



Você pode usar vários métodos para estimular os adolescentes a estudarem a Bíblia. A cada mês, temporada ou período você pode usar um método novo, tenho feito isso com os adolescentes e funciona bem. Veja alguns desses recursos abaixo:

- Tem o BiO - Bíblia e Oração = Vida. Com esse método simples você escolhe um livro da Bíblia por mês e estimula os adolescentes a lerem diariamente um capítulo. Após o tempo correspondente que encerrarem a leitura você pode fazer atividades em forma de competições em grupos com perguntas, desafios e exercício como o ABC do livro. Veja aqui.

- Ao iniciar o ano (usar o calendário anual) ou em qualquer período (plano de leiturabíblica) você pode desafiá-los a quem ler a Bíblia toda durante o ano receber um certificado e um prêmio especial.

- CADEDI - Calendário Devocional Diário = este é outro método que você pode usar com eles, escolhendo textos bíblicos variados que você deseja que eles estudem. Cada dia tem sua leitura e os objetivos de oração. Os textos usados no CADEDI podem ser de um livro ou vários textos de um assunto que você deseja que eles leiam e estudem. Veja aqui.

- Devocional Diário: Nestes devocionais você pode trabalhar temáticas nos grupos e eles usarão os devocionais durante a semana, por exemplo: a série Padrão dos fiéis é sobre 1 Timóteo 4:12, são 5 devocionais que eles podem estudar em 5 semanas. Cada um deles tem um calendário de leitura bíblica com os versículos que eles utilizarão no exercício após as leituras. Veja aqui.

- Lições Vida Cristã: Atividades em pequenos grupos (se forem muitos adolescentes, acima de 20 adolescentes) ou todos juntos (se for um grupo de até 20 adolescentes) em que você estuda uma temática por encontro semanal e durante a semana que antecede o estudo, você entrega um calendário de leitura Bíblica para eles estudarem diariamente as referências bíblicas que serão utilizadas nos encontros. Veja aqui.

- Você pode escolher um livro especial do mês: Exemplo - Em setembro é o mês de Provérbios, faça um calendário de leitura para eles utilizarem durante o mês e semanalmente faça exercícios com eles sobre os capítulos estudados naquela semana, ao final do mês faça uma reunião especial, uma "Festa de Provérbios" - com competições, desafios, enigmas, curiosidades, peças práticas contextualizando o livro às vivências dos adolescentes na atualidade, musicais etc.

- Você pode também desafiar outros grupos, escolha um livro da Bíblia para eles lerem e desafie outra igreja ou congregação, se quiser fazer apenas com sua igreja, desafie outro grupo de sua congregação a participar, como por exemplo: o grupo de jovens, senhoras etc. Assim eles podem se integrar com outros grupos da igreja.

- Veja também o plano de leitura do Novo testamento e também os Estudos Bíblicos que você pode utilizar.


Aqui estão alguns recursos que você pode utilizar e variar os métodos, trabalhar o ano todo utilizando a Bíblia. No mais que eu puder ajudá-lo, qualquer informação ou dúvida é só entrar em contato, ok?

Abraço,

Janaína Costa

ministerio.c.adolescentes@gmail.com

ENLA 2014

2014 O PAVI COMPLETA 25 ANOS!
Participe do ENLA - Encontro Nacional Líderes de Adolescentes!

Mais informações em www.pavi.psc.br ou pelo e-mail pavi@pavi.psc.br


quarta-feira, 4 de setembro de 2013

JOSÉ, O jovem cujos sonhos tornaram-se realidade

Estudar sobre os personagens bíblicos é um ótimo recurso para se trabalhar com os adolescentes. Os exemplos de homens e mulheres de Deus descritos na Bíblia servem de referência para os adolescentes na atualidade. Você pode utilizar este resumo da vida de José para trabalhar com seu grupo, explore bem a vida e as características de José, faça um comparativo com os desafios que o adolescente enfrenta na atualidade, no final do estudo, os adolescentes podem fazer uma encenação da história de José no contexto atual.

JOSÉ, O jovem cujos sonhos tornaram-se realidade.

1. Seus primeiros anos:
    a) era filho de Jacó e Raquel (Gn 30:22-24)
    b) era o filho preferido de seu pai (Gn 37:3)
    c) devido à parcialidade paterna, é odiado por seus irmãos (Gn 27:3-11)
    d) seus sonhos ( Gn 37:5-10)
    e) vendido ao Egito ( Gn 37:12-28)
- Aplicação: Assim como José, você também tem dificuldades em família? Como lidarmos com os conflitos familiares?

2. Sua vida em terra estranha (Gn 39:1-50:26)
- Aplicação: Nós também vivemos em terra estranha?

3. Sete passos para honradez:
    3.1 – Influência piedosa (Gn 39:2-3);
    3.2 – Honradez nos negócios ( Gn 39:5-6);
    3.3 – Resistência à tentação (Gn 39:7-9);
   3.4 – Graça divina (Gn 39:21);
   3.5 – Circunstâncias providenciais (Gn 40:5-8);
   3.6 – Revelações divinas (Gn 41:25-26);
   3.7 – Honra a Deus (Gn 41:16)
Aplicação: Como esses passos são essenciais para nossas vidas?

4. Mostra um espírito similar ao de Cristo:
    a) Ao perdoar o pecado de seus irmãos (Gn 45:15);
    b) Em sua devoção filial (Gn 46:29);
    c) Ao retribuir o mal com o bem (Gn 50:19-21)
Aplicação: Também devemos nos parecer com Jesus? Em que sua vida deve ser como a dEle?

5. Desafio para pesquisa: Há semelhanças entre a vida de José e a de Daniel?


Fonte: Bíblia Thompson. Vida, 2007.

RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO – CARTA DE JUDAS

RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO – CARTA DE JUDAS

Confira agora as respostas do esboço da Carta de Judas.


RESPOSTAS DO ESBOÇO:

1. Autor: Acredita-se que o ator foi Judas, irmão de Tiago e de Jesus (Mc 6:3; Gl 1:19)

2. Por que foi escrita: A carta foi evidentemente escrita antes de tudo para advertir a igreja contra os mestres imorais e as heresias alarmantes que estavam pondo em perigo a fé que os crentes possuíam.

3. Texto chave: versículos 3 e 4

4. Tema: É o dever dos cristãos de se guardarem sem mancha e de lutarem sinceramente pela fé, em meio à apostasia.

5. Quando foi escrita: Provavelmente entre 70 e 80 d. C.

6. Conteúdo (Sinopse) da Carta:
1. Saudações (vv 1-2);
2. O motivo da carta (vv 3-4);
3. A advertência acerca de como Deus tratou os pecadores no passado (vv 5-7);
4. Descrição das características dos mestres ímpios, e o juízo que sobre eles se pronuncia (vv 8-13)
5. Referências a profecias (vv 14-19);
6. Resumo dos deveres cristãos (vv20-23);
6. Bênçãos (vv 24-25).

7. Há alguma semelhança entre a segunda Carta de Pedro e a de Judas? Sim. Ambas tratam da apostasia na igreja e descrevem os líderes dessa apostasia. A esse respeito, Judas parece citar Pedro (2 Pe 3:3 e Jd 18). Ambos se referem ao mesmo grupo de desviados – homens de moral frouxa e de excessos escandalosos. Pedro descreve a apostasia como futura; Judas, como presente. Pedro expõe os falsos mestres como ímpios e extremamente perigosos, mas não no seu pior estado; Judas descreve-os como extremamente depravados e marginais. Foi a presença desses homens na igreja e sua atividade em propagar suas doutrinas que fizeram Judas escrever esta carta.

8. Destaque sobre o dever de fazer um alerta contra a apostasia (1:1-3). A) Ele pede que Deus conceda misericórdia aos seus leitores (a oração de Judas – 1:1-2); B) Ele, a princípio, planejou escrever sobre a maravilhosa salvação de Deus (o plano de Judas 1:3a); C) Então percebeu que o Espírito queria que ele fizesse um alerta sobre a apostasia (a percepção de Judas – 1:3b).

9. Onde vemos na Carta a necessidade de fazer um alerta contra a apostasia. Em Jd 1:4a – Apóstatas perversos infiltraram-se sorrateiramente entre os crentes.

10. Quais os exemplos históricos de apostasia que Judas cita na Carta? (1:5-6, 7b,11)
A) A nação de Israel (1:5): A apostasia causada por incredulidade;
B) Anjos caídos (1:6): A apostasia causada por rebelião;
C) Sodoma e Gomorra (1:7b): Apostasia causada por imoralidade sexual;
D) Caim (1:11a): Apostasia causada por perversão religiosa;
E) Balaão (1:11b): Apostasia causada por ganância financeira;
F) Coré (1:11c): Apostasia causada por rejeição da autoridade divina.

11. Cite as características da apostasia mencionadas por Judas: (1:4b-4c,8-10,16-19)
A) Transforma a graça de Deus numa licença para a imoralidade (1:4b);
B) Nega a divindade de Jesus Cristo (1:4c);
C) Degrada o corpo humano (1:8a);
D) Rejeita a autoridade (1:8b);
E) Difama seres celestiais (1:8c-9);
F) Degenera seus praticantes em brutos sem razão (1:10);
G) Torna seus praticantes descobridores de defeitos (1:16a);
H) Adula os outros visando proveito próprio (1:16b);
I) Escarnece e promove divisões; seus praticantes seguem os próprios instintos perversos, que são totalmente destituídos de Deus (1:17-19).

12. Quais as metáforas para a apostasia que Judas cita? (1:12-13)
A) Perigosos recifes que podem provocar naufrágios (1:12a);
B) Pastores egoístas (1:12b);
C) Nuvens secas (1:12c);
D) Árvores de outono mortas (1:12d);
E) Ondas selvagens do mar (1:13a);
F) Estrelas errantes (1:13b).

13. Cite as duas dimensões do juízo divino sobre a apostasia. (1:7b,14-15)
O juízo passado (1:7a) – Judas relembra a seus leitores o juízo abrasador que caiu sobre as perversas cidades de Sodoma e Gomorra; O juízo futuro (1:7b, 14-15) – Judas prediz o juízo de fogo de Deus sobre a apostasia e relembra aos leitores a profecia de Enoque sobre a segunda vinda de Cristo.

14. Quais as três salvaguardas contra a apostasia? (1:20-25)
1. Os crentes e a carne (1:20-21) – os crentes devem edificar-se na Palavra de Deus (1:20a); os crentes devem orar no poder de Deus (1:20b) e; os crentes devem permanecer no amor de Deus (1:21)
2. O crente e os pecadores (1:22-23) – Judas dá instruções de como lidar com três tipos de pecadores: 1) aqueles que estão em meio a grande dúvida (1:22); 2) aqueles que correm grande perigo (1:23a) e; 3) aqueles que vivem em depravação profunda (1:23b)
3. O crente e o Salvador (1:24-25)
1) o ministério de Jesus (1:24): a) seu ministério atual (1:24a): Evitar que tropecemos enquanto vivemos neste mundo e; b) seu ministério vindouro (1:24b): Apresentar-nos puros no céu.
2) A magnificência de Jesus (1:25): “Ao único Deus...glória, majestade, domínio e poder, antes de todos os séculos, e agora, e para todo o sempre. Amém”.

15. Que aplicações a Carta de Judas traz para a igreja de Deus na atualidade? (resposta pessoal baseada no estudo da carta)

Consultas:
Através da Bíblia Livro por Livro. Myer Pearlman. Vida, 2009.
A Bíblia em esboços. Harold Willmingtn. Hagnos, 1999.