quarta-feira, 22 de maio de 2013

DINÂMICAS PARA CLASSE DE EBD


DINÂMICAS PARA CLASSE DE EBD

Estas dinâmicas podem ser desenvolvidas nas classes da Escola Bíblica Dominical, você pode adaptá-las conforme o assunto que for trabalhar. É sempre bom utilizar dinâmicas para iniciar a lição ou para recapitular e exercitar o que foi estudado e socializar o assunto. Veja algumas opções abaixo:

1) “Preparados?!”

Materiais necessários: folhas, canetas para escrever as referências, um toca CD e CD com música.
Objetivo: ressaltar a importância de estarmos preparados para receber a palavra e também anunciá-la aos outros.

Essa atividade pode ser feita no início da aula. Escolha algumas passagens bíblicas que você utilizará na lição e separe-as. Distribua essas passagens entre os alunos, você pode perguntar quem deseja ler algumas das referências que irão estudar. Explique que, após a leitura de cada referência por vez, ao som da música, a Bíblia vai passar de mão em mão e, no momento em que o som for interrompido, a pessoa que estiver com a Bíblia na mão, deverá dar uma curta explicação da passagem bíblica lida. E assim, faça até que todas as referências sejam lidas e comentadas conforme entenderam.

Após a atividade, comece a lição, utilizando os versículos que foram lidos e comentados pelos alunos, leia novamente as referências com eles à medida em que for fazendo os comentários conforme a lição.

2) Acróstico

Materiais necessários: Folhas de cartolina, pincéis atômicos, fita gomada. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: avaliar a compreensão da lição e o conteúdo fixado pelos alunos.
Obs.: Esta atividade é realizada após a aplicação da lição, para socialização do ensino.

Divida a classe em grupos. Dê a cada grupo uma cartolina, pincel atômico. Peça que cada grupo escolha uma palavra-chave para a lição estudada. Após escolher a palavra pelo grupo, eles farão um acróstico com ela, em cada letra da palavra-chave eles devem escrever uma palavra/frase relacionada ao assunto estudado. Exemplo: no caso de eles terem escolhido a palavra-chave “AMIGO” um acróstico com a palavra seria:

Amigo
Mais chegado que um
Irmão, se importa, é
Gente que está sempre junto
Orando e ajudando

3) “Gira e Responda!”

Material necessário: uma garrafa de plástico (pode ser de refrigerante de 2L). Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recapitular a lição e avaliar o assunto estudado.
Obs.: Esta atividade é realizada após a aplicação da lição.

Disponha as cadeiras da sala em círculo, use uma estratégia para divisão de dois grupos. Ponha a garrafa ao centro. Pegue a garrafa e gire-a deitada ao centro da roda, quando parar, aquele aluno para quem a garrafa estiver direcionada deverá responder a questão feita por você. E assim sucessivamente.

4) “Mímica de Grupo!”

Material necessário: folhas com perguntas. Prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recapitular e avaliar o assunto.
Obs.: Esta atividade pode ser utilizada em lições que tratam de milagres, parábolas, sobre os discípulos, sinais etc.

Divida os alunos em grupos. Cada grupo deve escolher um componente para fazer as mímicas para os demais. Não deve falar, sussurrar ou pegar objetos, somente usar mãos e corpo fazendo  apenas gestos. Cada ação que o componente do grupo fizer todos os demais componentes do grupo dele deverão fazer também, quando ele encerrar a mímica o grupo deve dizer do que se trata.

5) “Antes que apague!”

Material necessário: duas caixas de fósforo. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recapitular e avaliar o assunto
Obs.: Utilizar após a ministração da lição. Ideal para perguntas com citações específicas como por exemplo: o nome dos discípulos de Jesus, citar milagres, parábolas, cidades, personagens, características ou pontos usados no ensino.

Divida a turma em dois grupos, dependendo do número de alunos. Dê a cada grupo uma caixa de fósforo. Veja com quem começa a fazer as perguntas. Quando fizer a pergunta um dos componentes do grupo deve acender o fósforo e responder rapidamente. Você continua fazendo mais perguntas e o componente deve respondê-las sem deixar que o fósforo apague. O grupo que responder mais perguntas com o fósforo acesso, ganha ponto.

6) “A Caixa”

Material necessário: Uma caixa pequena ou média. Toca CD e CD, papeis com perguntas para por dentro da caixa. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: socializar o assunto estudado.
Obs.: Utilizar após a ministração da lição.

Divida a classe em grupos. Peça-lhe que todos façam um grande círculo. À medida que a música tocar eles devem passar a caixa de mão em mão. Quando o som parar, aquele que estiver com a caixa na mão, deve tirar um papel de dentro dela e apenas ele ler o que está escrito (relacionado com a lição), este deverá apresentar para os demais do grupo, através de mímica, o ponto estudado, o grupo deve descobrir do que se trata.

7) “Corra- Estoure-Responda”

Materiais necessários: balões, folha A4 para exercício da lição, papéis com as perguntas do exercício que serão colocadas dentro dos balões, pincéis para escrever o número das perguntas nos balões. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recurso para avaliar e exercitar o assunto ministrado
Obs.: fazer após a ministração da lição.

Elabore um exercício sobre os principais pontos da lição, entre 6 a 8 questões, dê uma folha de exercício para cada grupo, nesta folha estará apenas o número da questão e as linhas para resposta. Escreva as perguntas do exercício em pequenas folhas e ponha cada questão dentro de um balão, depois encha-o de ar e afixe-o num local determinado para cada grupo. Escreva em cada balão o número referente a cada questão. Afixe os balões numa distância razoável. Divida a turma em dois grupos. Cada grupo terá sua folha de exercício, caneta e seus balões em sua frente. Ao sinal, em sequência, cada membro escolhido pelo grupo deve correr até os balões, levá-lo para o grupo, estourá-lo, ler a pergunta que estava dentro do balão e respondê-la no exercício. O grupo que concluir o exercício primeiro leva 10 pontos. E para ambos os grupos, cada questão que acertar do exercício vale 1 ponto. No final soma-se tudo.

8) “Batata quente”

Materiais necessários: uma bola pequena. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recurso para avaliar e exercitar o assunto ministrado
Obs.: fazer após a ministração da lição.

Forme um círculo com todos os alunos. Escolha quem vai começar e entregue a bola. Faça uma pergunta da lição. O aluno que estiver com a bola (=“batata quente”) escolhe para quem deve jogar a bola o qual deve responder a questão. Este, após responder a questão, deve jogar a bola para outro aluno que responderá a próxima questão, e assim até que todos participem do exercício.

9) “Baralho de Letras”

Materiais necessários: monte um baralho de letras, faça dois jogos de consoantes e três de vogais para cada grupo. Você pode fazer em pedaços de papel cartão, desenhar as letras ou digitar, imprimi-las, recortá-las e colar nos pedaços do papel cartão. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recurso para avaliar e exercitar o assunto ministrado
Obs.: fazer após a ministração da lição

Divida a turma em dois grupos. Dê a cada grupo um jogo de baralho de letras. Elabore perguntas em que possam ser respondidas apenas com uma palavra. Após falar a pergunta para os grupos eles devem montar juntos a palavra correspondente à resposta da questão ditada. O grupo que montar primeiro a resposta leva o ponto, assim continue com outra pergunta e eles devem continuar com o mesmo procedimento, até concluir as perguntas. (Você pode elaborar de 8 a 10 perguntas)

10) “Caracol”

Materiais necessários: faça um círculo em formato de caracol. Você pode desenhá-lo em folha de papel cartão.  Divida ele em 6 partes e em cada uma escreva o número equivalente a questão, em sequência. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recurso para avaliar e exercitar o assunto ministrado
Obs.: fazer após a ministração da lição.



Divida a turma em dois grupos. Fixe o “caracol” com a numeração equivalente às questões que você elaborou sobre a lição. Faça um marcador para cada grupo, afixe os marcadores no ponto de partida. À medida que eles forem acertando as questões vão mudando o lugar do marcador do grupo. Aquele que chegar primeiro no centro do caracol respondendo corretamente cada pergunta é o vencedor! Atenção: elabore 12 questões, pois para cada ponto do caracol há uma pergunta para cada grupo, quem for respondendo vai seguindo até chegar na última questão (6).Se o grupo não souber ou errar a resposta de sua pergunta, não sai do lugar, só se acertar!

11) “Dado de perguntas”

Materiais necessários: faça um grande dado e ao invés de números em suas faces, escreva perguntas. Providencie um prêmio para o grupo vencedor!
Objetivo: recurso para avaliar e exercitar o assunto ministrado
Obs.: fazer após a ministração da lição.

Divida a turma em dois grupos. Veja uma estratégia para quem vai iniciar a atividade (exemplo: “par ou ímpar”). O grupo deve jogar o dado e na face que parar, responde a pergunta correspondente à ela. São três perguntas para cada grupo.

Esboço - Estudo Bíblico: 2 Pedro


ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO: 2 PEDRO

Estudamos 1 Pedro e agora vamos começar 2 Pedro, são apenas três capítulos, mas de muita profundidade e ricos para edificação. Leia, pesquise, estude, faça suas anotações com seu grupo de estudo e depois confira suas respostas.

Bom estudo!

ESBOÇO

1) Autor:

2) Data:

3) Tema Central:

4) Texto Chave:

5) Existe algum livro na Bíblia em que podemos fazer um paralelo com 2 Pedro? Faça um quadro com esse paralelo entre os livros.

6) Destaque as diferenças de 1 Pedro e 2 Pedro.

7) Qual o conteúdo de 2 Pedro?

8) Onde é mencionado em 2 Pedro, o propósito de suas Cartas?

9) Mencione em forma de esquema as particularidades relacionadas à Vida Espiritual relatadas no capítulo 1 de 2 Pedro.
APLICAÇÃO: O que podemos aplicar à nossa realidade quanto à vida espiritual?

10) Quais as advertências que Pedro faz quanto aos falsos profetas, suas condutas e caráter (Cap. 2)?
APLICAÇÃO: Discuta em grupo se hoje podem ser detectados falsos profetas e como discernir o que tem sido pregado na atualidade. Façam um quadro destacando as seitas e heresias mais comuns hoje e como refutá-las com as Escrituras Sagradas.

11) Quais as inferências feitas alusivas à volta do Senhor (Cap. 3)?
APLICAÇÃO: Você acredita na volta de Jesus? Quais sinais podemos destacar hoje conforme a Bíblia Sagrada? Por que é importante o crente em Jesus amar e esperar pela volta de Jesus? Como o cristão deve esperar a volta do Senhor Jesus?

 Fonte: Bíblia Thompson (Vida); BEP (CPAD); Através da Bíblia de M.Pearlman (Vida)

veja mais: esboço de 1 Pedro

sábado, 4 de maio de 2013

Companhia para oração: AmO!


Companhia para oração: temos amigos para sair, se divertir, conversar e muito o mais, que tal um(a) amigo(a) para a oração? As vezes não conseguimos orar sozinhos, precisamos de força, ombro e quando oramos com outra pessoa isso nos dá mais ânimo. Experimente adoles! Faça sua dupla ou grupo AmO!






quarta-feira, 1 de maio de 2013

Versículo da semana: Salmos 119:67


Respostas do Esboço - Estudo Bíblico: 1 Pedro


Respostas do ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO: 1 PEDRO

E então, como foram seus estudos (em grupo ou individual) desta maravilhosa Carta de Pedro? Vamos conferir as respostas? E lembre-se de compartilhar conosco de suas descobertas e anotações, um abraço!

ESBOÇO: 1 PEDRO – Responda:

1) Qual o tema da Primeira Carta de Pedro?
O versículo 12 do último capítulo sugere o tema da carta: A graça de Deus.

2) Por quem foi escrita? Pelo Apóstolo Pedro

3) Quando e onde foi escrita? Alguns estudiosos consideram indeterminados; outros consideram que foi escrita provavelmente no ano 60 d.C., na Babilônia (5:13)

4) Qual o conteúdo da Carta de 1 Pedro?
1) A alegria no sofrimento por causa da salvação (1:1-12)
2) Sofrimento por causa da justiça (1:13 – 3:22)
3) Sofrendo com Cristo (cap 4)
4) Exortações finais (cap 5)

5) Quais os destinatários?
Os eleitos espalhados através da Ásia menor. Provavelmente a todo o corpo de cristãos dessa região, tanto judeus como gentios. Pedro anima os crentes demonstrando-lhes que tudo o que era necessário para ter força, caráter e coragem fora suprido pela graça de Deus. Pedro envia esta mensagem espiritual de ânimo, instrução e admoestação, especialmente às igrejas fundadas por Paulo.

6) Qual(is) o(s) propósito(s)?
Ao escrever esta carta, Pedro obedeceu duas ordens específicas dadas por Jesus: 1) Animar e fortalecer os irmãos – Lucas 22:32 e; 2) Alimentar o rebanho de Deus – João 21:15-17.

7) Destaque a palavra-chave: Sofrimento (ocorre quinze vezes ou mais na carta)

8) Tem um tema central? A vitória sobre o sofrimento (como foi exemplificada na vida de Cristo)

9) Correlacione os pontos referentes à Salvação (1:1-21):
(veja quadro abaixo)

10) Comente sobre a vida do crente à luz da grande salvação (1:20 -25; 2:1-8)
Cap 1: deve ser purificada e regenerada por meio da verdade eterna, mostrando amor fraternal (vs 22 ao 25);
Cap 2: 1) deve estar livre de todas as más inclinações e anelar o leite da Palavra para poder crescer (vs 1 ao 3);
2) deve chegar a ser uma pedra viva de um templo espiritual do qual Cristo é a principal pedra angular (vs 5,6);
3) deve reconhecer Cristo como precioso, como Aquele que foi rejeitado e é pedra de tropeço para os que não creem (vs 7,8)
APLICAÇÃO: Como isso reflete na vida do crente em Jesus neste presente século? (resposta pessoal baseada no estudo)

11) Qual a posição e os deveres dos crentes? (2:11-13)
Cap 2: 1) Honorável e santa (vs 9-11); 2) como estrangeiros e peregrinos, abster-se dos desejos pecaminosos (v 11); 3) deveres civis e sociais – uma conduta irrepreensível perante o mundo...(vs 12-15); 4) ser bons cidadãos (vs 16,17); 5) Deveres de um lar cristão (vs 18-20 e 21-25).
Cap 3: 1) das esposas (vs 1-6); 2) Dos esposos (v 7); 3) de todos (vs 8,9); 4) recordar que uma longa vida e as respostas à oração são prometidas aos que dominam a sua língua, abandonam o mal, fazem o bem e vivem em paz (vs 10-13).
APLICAÇÃO: Essa posição e deveres tem alguma relação com a igreja hoje? (resposta pessoal baseada no estudo)

12) Quais as instruções e estímulos acerca do sofrimento? (3:1-19) Cap 3: 1) O sofrimento por causa da justiça é motivo de gozo, não de temor, e deve estar acompanhado tanto da disponibilidade para testificar da experiência cristã como de uma vida reta ( vs 14 – 17); 2) o exemplo do sofrimento vicário de Cristo de sua obra espiritual e de sua exaltação (vs 18-22).
Cap 4: 1) os sofrimentos da vida de Cristo devem levar-nos à abnegação, à consagração a Deus, e ao abandono de todos os excessos sensuais do passado (vs 1-3); 2) Instruções acerca dos deveres práticos da vida cristã, que glorificam a Deus (vs 7-11); 3) não se deve estranhar as provas duras, mas sim suportá-las com gozo (v 12); 4) o sofrimento com Cristo e por Cristo deve ser suportado com gozo, sabendo que conduz á glória espiritual (vs 13,14); 5) Nunca se deve sofrer como praticantes do mal – quando, porém, somos chamados a sofrer como cristãos, devemos glorificar a Deus e encomendar nossas almas ao seu cuidado (vs 15-19)
APLICAÇÃO: O cristão sofre? Discutam sobre o propósito e ações frente ao sofrimento. (resposta pessoal baseada no estudo)

13) Quais as exortações e advertências contidas no capítulo 5?
Cap 5: 1) aos anciãos da igreja, acerca do espírito no qual se deve alimentar o rebanho (vs 1-4); 2) tanto aos jovens quanto aos anciãos devem ser humildes e confiantes (vs 5-7); 3) advertências acerca do diabo (vs 8,9); 3) bênçãos e saudações (vs 10-14)
APLICAÇÃO: E como se aplica na igreja hoje? (resposta pessoal baseada no estudo)

14) Como Pedro centraliza Cristo nesta carta?
a) Fonte de esperança ( 1:3)
b) Cordeiro do sacrifício (1:19)
c) Principal pedra angular ( 2:6)
d) Exemplo perfeito (2:21)
e) Sofreu pelo ideal (2:23)
f) Levou o pecado (2:24)
g) Pastor das almas (2:25)
h) Senhor exaltado ( 3:22)

15) Destaque sete coisas preciosas nas cartas de Pedro:
1) As provas severas (1:7)
2) O sangue de Cristo ( 1:19)
3) A pedra viva (2:4)
4) O próprio Cristo ( 2:6)
5) O espírito manso e tranquilo (3:4)
6) A fé do crente ( 2 Pe 1:1)
7) As promessas divinas ( 2 Pe 1:4)
APLICAÇÕES: Faça um paralelo da primeira carta de Pedro para os irmãos na época e para sua vida como igreja atualmente. (resposta pessoal baseada no estudo)

Deus abençoe sua vida!
Fonte: Bíblia Thompson (Vida); BEP (CPAD); Através da Bíblia de M.Pearlman (Vida)

- Para suas atividades relacionadas com 1 e 2 Pedro:

Verdadeiro ou Falso?


1. Confessar pecados é uma ideia antiquada e desnecessária?
FALSO: As pessoas continuam sendo pecadoras e um relacionamento reto com Deus depende da admissão dos seus pecados.

Vá e proclame esta mensagem para os lados do norte: "Volte, ó infiel Israel’, declara o Senhor, ‘Não mais franzirei a testa cheio de ira contra vocês, pois eu sou fiel’, declara o Senhor, ‘Não ficarei irado para sempre. Mas reconheça o seu pecado: você se rebelou contra o Senhor, o seu Deus, e ofereceu os seus favores a deuses estranhos, debaixo de toda árvore verdejante, e não me obedeceu’", declara o Senhor.  Jeremias 3:12-13

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. 1 João 1:9

2. Orar é principalmente pedir coisas a Deus?
FALSO: A oração envolve petição, mas também outras coisas como agradecer, adorar, confessar, exaltar a Deus etc. Orar é principalmente conversar com Deus.
Veja em Daniel 9:3 ao 20

3. O cristão não é obrigado a obedecer ao governo secular?
FALSO: Devemos obedecer toda a autoridade humana, mas a Deus acima de tudo.

Então Jesus lhes disse: "Dêem a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". E ficaram admirados com ele. Marcos 12:17

Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas Romanos 13:1

4. Quase todas as grandes questões de hoje – aborto, engenharia genética e uso de drogas para recreação etc – diferem tanto dos problemas do mundo antigo que a Bíblia não pode mais ser usada como guia confiável?
FALSO: os dois principais elementos da moralidade não mudaram: a humanidade e Deus. A Bíblia sempre será confiável, pois é a verdade absoluta de Deus que pode orientar sobre qualquer área e situação da vida em qualquer época. Deus continua(rá) sendo o mesmo!

Pois a palavra do Senhor é verdadeira; ele é fiel em tudo o que faz.  Salmos 33:4
Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Hebreus 13:8
Cada palavra de Deus é comprovadamente pura; ele é um escudo para quem nele se refugia. Provérbios 30:5
Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam. Salmos 18:30

"Não viva na corda bamba!"


Há caminho que parece reto ao homem, mas no final conduz à morte.  Provérbios 16:25

É triste ver tantos(as) adolescentes, vivendo de “malabarismo” em suas vidas, a aventura do balançar da corda, pra direita e pra esquerda, o frio na barriga da emoção do risco e do perigo, “nada demais me pode acontecer”- dizem, e assim vivem na “corda bamba”: sexo sem compromisso, nem responsabilidade e nenhuma segurança, abuso de bebidas alcoólicas, uso de drogas ilícitas, brincadeiras com o ocultismo, jogos humanos, rebeldia e desobediência aos pais...mais cedo ou mais tarde o desequilíbrio surge e o excesso de confiança barra numa ida muitas vezes sem volta: porque o salário do pecado é a MORTE!

- SOLUÇÃO: Jesus Cristo, nele há o dom gratuito de Deus – a vida eterna. Conhecendo a Jesus como seu único e suficiente Salvador você encontrará o verdadeiro sentido de sua vida e o equilíbrio e novos valores em suas escolhas. Nele você encontrará verdadeira segurança!

Leitura:
- Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.  Romanos 6:23
- pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.  Romanos 3:23-24
- A lei foi introduzida para que a transgressão fosse ressaltada. Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça,  Romanos 5:20
- Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou,
deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos. Deus nos ressuscitou com Cristo e com ele nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus,
para mostrar, nas eras que hão de vir, a incomparável riqueza de sua graça, demonstrada em sua bondade para conosco em Cristo Jesus. Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.  Efésios 2:4-9
- Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus,  João 1:12

Folhas para Planejamento

Planejamento é algo imprescindível para qualquer ministério, e com o de adolescentes não é diferente! Gosto sempre de utilizar folhas organizadas para isso, estou compartilhando um dos modelos com vocês, podem utilizá-las nas suas reuniões de planejamento do ministério com sua equipe e adaptá-las conforme os objetivos estabelecidos por vocês. segue abaixo, é só clicar nelas e imprimir. Um abraço!

FOLHA 4a - Planejamento



FOLHA 4b - Planejamento


FOLHA 4c - Planejamento




FOLHA 4d - Planejamento



FOLHA 5 - Lista de frequência para as reuniões.



FOLHA 6 - Folha para você anotar os dados básicos dos adolescentes, importante para enviar e-mails, fazer ligações, e demais dados essenciais para conhecimento e acompanhamento.


“Controle o próprio fogo!”


“Controle o próprio fogo!”

Numa sociedade permissiva, em que se vê quase tudo na televisão, no teatro e nas revistas e, para ter maior audiência, desrespeita-se o direito alheio e desafiam-se os costumes, vale a pena refletir sobre a importância de se canalizar um rio. Deixamos o rio correr selvagem ou controlamos suas águas?
Os automóveis e aviões funcionam porque aprendemos a controlar seu fogo. Dá-se o mesmo com balões, navios, caldeiras de indústrias e fogões. Quando o homem aprendeu a controlar o fogo, progrediu de maneira inacreditável. Para isso, foi preciso conhecer seus dois poderes: o construtivo e o destrutivo. O fogo continua mortal e perigoso quando fora de controle. Vulcões, incêndios nas matas e em edifícios e perda de controle dos motores são desastres certos. Quem não controla o fogo ou morre ou mata!

Dentro de nós também existe fogo: são paixões, sentimentos que, controlados, nos levam onde queremos; descontrolados, onde não queremos. A Bíblia é clara quanto a isso, e ensina que devemos dominar sentimentos e desejos. Não é certo negar que existem ou viver como se isso não existisse como se tudo fosse pecado e proibido. Mas soltar as rédeas e fazer tudo o que temos vontade é no mínimo, burrice, como diz a Bíblia, tolice!

Ninguém chega a lugar algum pisando apenas no acelerador do carro: é desastre na certa. Em outras palavras: os freios existem para ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos. O controle do fogo existe para que possamos construir, fabricar utensílios, voar, andar de barco, cozinhar etc. Quem sabe controlar o fogo faz isso, constrói. Quem dá fogo demais se dá mal. Carro com fogo demais explode, com o fogo controlado vai longe. É o controle do fogo que faz as máquinas funcionarem. Assim também é o controle em nossas vidas, o que a Bíblia chama de domínio próprio.

Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor. Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em suas vidas, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos. Todavia, se alguém não as tem, está cego, só vê o que está perto, esquecendo-se da purificação dos seus antigos pecados.  2 Pedro 1:5-9 (negrito nosso)

Liberdade demais é fogo demais”
Erram e chegam a ser cruéis os que levam adolescentes e jovens a fazerem tudo o que eles têm vontade. É a mesma coisa que dizer: - Ponha fogo onde você quiser! Os insensatos (sem juízo) fazem sempre o que tem vontade e isso sempre traz sérios prejuízos não só para eles, como também para outras pessoas. A disciplina ainda é a atitude mais inteligente de se tomar, quando estão em jogo sua vida e os direitos dos outros.

Nossa sociedade também é feita de milhões de pessoas egoístas que não gostam de controlar seu próprio fogo. Há aqueles que não aceitam nenhum tipo de disciplina e proibições. É este controle que põe fim a guerras ou abre espaço para as tréguas. O domínio do fogo trouxe enorme progresso, porém o fogo descontrolado causou destruição e luto.  

Fuja das paixões da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor. 2 Timóteo 2:22

Amor é fogo controlado”
Amor é fogo controlado. Paixão é fogo selvagem que a gente acende e sopra e depois se queixa que está queimando. É ótimo para as novelas e histórias apimentadas, mas na vida real é outra realidade e seus prejuízos e desastres não são expostos nos programas de TV.
Aprenda com os fabricantes de avião: se controlarmos nosso fogo, voaremos para onde quisermos. Mas, primeiro é preciso contê-lo. A Bíblia diz: “Fuja das paixões da juventude...” (2 Tm 2:22)


Proibir-se é um ato inteligente! Tolice é conceder-se a todos os prazeres da vida e chamar isso de filosofia. Quem não sabe para que servem os freios e o acelerador de um carro não sabe dirigir. Na vida, acontece a mesma coisa. É sábio quem sabe pisar no freio e no acelerador, no tempo certo, na hora certa, do jeito certo. Proibir faz bem, permitir também, depende de como, de quando e do porquê.

Controlemos o nosso fogo, no amor e na vida nem tudo é válido!

“ O amor é paciente (...) tudo espera e tudo suporta.” (1 Coríntios 13:4,7)

Leia mais:

- Melhor é o homem paciente do que o guerreiro, mais vale controlar o seu espírito do que conquistar uma cidade. Provérbios 16:32
- O tolo dá vazão à sua ira, mas o sábio domina-se.  Provérbios 29:11
- E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado. 

1 Coríntios 9:25-27


Adaptado de Adolescentes em busca de algo mais 2. Paulinas, 2002.