domingo, 13 de janeiro de 2013

RESPOSTAS DO ESBOÇO - ESTUDO BÍBLICO: AGEU


RESPOSTAS DO ESBOÇO – ESTUDO BÍBLICO: Ageu

Ageu é o primeiro dos profetas conhecidos como profetas pós-exílicos, ou seja, ele profetizou depois do cativeiro (os outros dois são Zacarias e Malaquias). Você sabe que cativeiro foi este?! Compreenda melhor o histórico deste livro lendo em Esdras capítulos 1 ao 7. Este estudo pode trazer reflexões e ensinos preciosos para os adolescentes de nosso tempo, utilize este esboço para explorar bem o conteúdo, leia, estude, ore, reflita, faça suas anotações; pontue para época de Ageu e o que é pertinente para hoje em relação à mensagem dada. Com certeza você e os adolescentes serão muito edificados com este conhecimento.

Bom Estudo!

ESBOÇO RESPONDIDO

1. Autor: Ageu – segundo Pearlman pouco se sabe sobre a vida de Ageu, “o profeta do segundo templo”, exceto que profetizou depois do cativeiro e que a sua missão era animar o povo na reconstrução do Templo. Deus empregou-o para despertar a consciência e estimular o entusiasmo de seus compatriotas na reconstrução do templo. Possivelmente tenha nascido durante o cativeiro em Babilônia, e tenha regressado a Jerusalém com Zorobabel. Era colega de Zacarias (Ed 5:1;6:14)

2. Local e Data: Após o exílio da Babilônia, provavelmente em Jerusalém em 520 a.C.

3. Propósito: Durante um período de quatro meses em 520 a.C. , Ageu entregou quatro concisas mensagens as quais tinham duplo propósito: 1) exortar Zorobabel (o governador) e a Josué (o sumo sacerdote) a mobilizarem o povo para a reedificação do templo; 2) motivar o povo a reordenar suas vidas e prioridades para que a obra da Casa de Deus fosse recomeçada com as bênçãos divinas.

3.1. Temática principal: Fortes repreensões por causa do descuido para com a construção do templo, unidas a alentadoras exortações e promessas aos que estavam comprometidos com a obra.

4. Marco histórico: O remanescente que havia regressado do cativeiro estava mais preocupado com seus assuntos e com o embelezamento de suas casas do que com a reconstrução da casa de Deus, a obra estava parada havia anos (Ag 1:4)

5. Características especiais do livro:
- Foi a primeira palavra profética nítida ouvida por Judá depois do exílio babilônico;
- É o segundo menor livro do AT (com 38 versículos);
- A frase “Assim diz o Senhor” (e suas variações) ocorrem 29 vezes, ressaltando a urgência de sua mensagem aos repatriados;
- Contém uma das profecias mais arrojadas do AT a respeito da visitação futura de Deus (2:6-9).


6. Conteúdo:

6.1 Quais as quatro mensagens distintamente mencionadas no livro?
- Primeira mensagem: sobre o descuido do término do segundo templo (1:1-15);
- Segunda mensagem: sobre a glória do segundo templo (2:1-9);
- Terceira mensagem: sobre os sacrifícios sem obediência (para reconstruir o templo) não santificariam (2:10-19);
- Quarta mensagem: sobre a segurança e a perpetuidade de Israel (2:20-23)

6.2. O que caracteriza cada mensagem?

   a) primeira mensagem: as desculpas para a negligência (1:1,2); o egoísmo do povo como causa do descuido(1:3,4); o castigo pelo descuido(1:5-11) e seu arrependimento(1:12-15).

- Algumas aplicações: RESPOSTAS PESSOAIS BASEADAS NO ESTUDO
   üHá desculpas para a negligência espiritual hoje em dia? Identifique algumas.
   üQuais as causas que podem levar o crente ao descuido com a vida espiritual e em relação à obra de Deus? Existem implicações quanto a isso?
  üComo você tem lidado com a obra e o Reino de Deus? Tem empregado tempo, interesse, recursos, disponibilidade, amor etc?
  
   b) segunda mensagem: O desalento do povo (2:1-3) pelas recordações do templo de Salomão; o encorajamento divino declarando a glória do segundo templo como maior que a primeira (2:4-9).

- Algumas aplicações: RESPOSTAS PESSOAIS BASEADAS NO ESTUDO E DEBATE DOS GRUPOS
  üHá algo que desmotiva você em relação à igreja? O quê?
  üQual a importância das palavras de ânimo e de encorajamento ao povo de Deus? Como Deus nos encoraja?
  üQual é o Templo mais importante para Deus e como devemos valorizá-lo?

   c) terceira mensagem: uma parábola (2:10-14). A lição era de que a santidade não é contagiosa, mas o pecado é. Os sacrifícios oferecidos sobre o altar não são suficientes para santificar uma terra cuja desobediência do povo havia corrompido por isso a terra seria estéril; Uma advertência (2:15-18) sobre a desolação da terra causada pela desobediência; Uma promessa (2:19) agora que o povo verdadeiramente se pôs à fazer a obra, o Senhor os abençoaria.

- Algumas aplicações: RESPOSTAS PESSOAIS BASEADAS NO ESTUDO E DEBATE DOS GRUPOS.
   üBaseado na terceira mensagem discuta com os adolescentes sobre os seguintes temas:
1)“A santidade não é contagiosa, mas o pecado é!”;
2) O que interessa: “sacrifícios ou obediência”?;
3) A relação entre a Desobediência e As Bênçãos de Deus para nossa vida e para a igreja, o que tem a ver?

  d) quarta mensagem: Sobre as perturbações mundiais vindouras (2:20-22), comparando Ageu 2:6,7 com Hebreus 12:26-28, vemos uma referência à revolução final que precederá a segunda vinda de Cristo; A certeza da segurança (2:23), todas as nações do mundo serão abaladas, mas a nação sob o reinado do Messias, de quem Zorobabel é um símbolo, será estabelecida.

- Algumas aplicações:
  üObserve Ageu 2:20-22, comparando Ageu 2:6,7 com Hebreus 12:26 a 28 e destaque o livro de Ageu ante ao Novo Testamento.
Vários versículos do capítulo 2 falam da vinda do Messias (vv 6-9,21-23). O abalo futuro dos céus, da terra, das nações e dos reinos é referido pelo autor aos Hebreus 12:26-28. Além disso, Ageu profetiza que Zorobabel será como o “anel de selar”, ou selo oficial. Em ambas as genealogias de Jesus Cristo no NT (Mt 1:12,13; Lc 3:27), Zorobabel é o ponto que liga as ramificações da linhagem messiânica: de Salomão (filho de Davi) até Zorobabel, e daí até Maria; e de Natã (filho de Davi) até Zorobabel, e daí até José.

7. Baseado em seu estudo do livro de Ageu, destaque essas porções seletas com uma palavra:

a) A presença divina: Fortalecedora (2:4)
b) O poder divino: Estremecedor (2:6)
c) A glória divina: Consoladora (2:7)
d) A paz divina: Vindoura (2:9)

Consultas:
 Bíblia Thompson, Vida, 2007.
PEARLMAN, Myer. Através da Bíblia livro por livro, VIDA, 2006.
BEP, CPAD, 2002. 

                    ..............................................................

Você pode desenvolver outros tópicos e aplicações além desses. Compartilhe conosco suas anotações e sugestões.  Qualquer dúvida, informação ou sua contribuição para este estudo, escreva para ministerio.c.adolescentes@gmail.com

Um abraço, Janaína.

4 comentários: