sexta-feira, 25 de novembro de 2011

AVISO!

Agradecemos seu contato e suas visitas ao nosso blog e site.

Informamos que nossas atualizações no blog serão mensais...acompanhe!

Orem por nós,abração, 
Janaína Costa,
                                   ministerio.c.adolescentes@gmail.com

domingo, 20 de novembro de 2011

DINÂMICA: "Quero ser do grupo!"

DINÂMICA: “Quero ser do grupo!”
Fazer acepção de pessoas não é bom (...). Provérbios 28:21a
Como crentes (...) não façais acepção de pessoas. Tiago 2:1
É bem típico da adolescência os famosos “grupinhos”, mas você já observou que existem adolescentes que não conseguem se integrar em nenhum? E como já vi adolescentes sofrendo com isso...
Nessa dinâmica, é apresentado o desafio de integrar-se a um grupo, gerando uma boa reflexão para os adolescentes vivenciarem o sentimento de exclusão e rejeição da turma, assim também, como desenvolverem o sentimento de serem aceitos e considerados pelos outros.
Como fazer:
Se o seu grupo for pequeno, você pode fazer com todos, mas se for um grupo maior, convide dez deles para fazerem essa dinâmica.
Escolha dez adolescentes para formar um círculo apertado, entrelaçado ao centro da sala, e um deles para tentar penetrar no grupo, da melhor maneira que achar possível, como por exemplo:
- pode dialogar com eles pedindo para entrar no grupo;
- pode tentar forçar a entrada;
- pode fazer uma surpresa para um componente do grupo oferecendo chocolate, presentes para que ele dê acesso ao grupo;
- pode trocar favores;
  etc.
Discussão:
Após alguns minutos de tentativas, ver a reação do grupo, se cedeu de alguma forma ou não cedeu. Procurem discutir:
1. Quais os sentimentos despertados quando não somos aceitos pelo grupo?
2.  O que leva um grupo a não aceitar uma pessoa?
3. Se alguém cedeu e aceitou, o que motivou a aceitação ao grupo? Foi pelo que a pessoa é ou pelo que fez ou ofereceu?
4. Como evitar a exclusão e como os adolescentes devem se integrar e interagir melhor uns com os outros, sem discriminar ninguém?
Reflita com eles sobre a acepção de pessoas e discriminações entre os adolescentes, leiam e reflitam sobre os textos bíblicos chave (Pv 28:21a; Tg 2:1) e demais referências sobre o tema, tais como: Dt 10:17; At 10:34; Tg 2:9; I Pe 1:17.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O "FICAR" !


CUIDE DE SEU CORAÇÃO: NÃO “FIQUE”!
O “Ficar” é um tipo de relacionamento informal, rápido e principalmente marcado pela falta de compromisso entre um rapaz e uma moça, envolvendo uma pluralidade de desejos, códigos e usos, durante o qual eles trocam carícias e intimidades variadas, podendo, eventualmente, levar ao ato sexual.
Segundo a psicóloga Jaqueline Chaves¹, a princípio, o objetivo do “ficar” é a busca do prazer, um exercício de sedução que envolve duas ideias contidas que o caracterizam: a falta de compromisso e a troca de carícias.
Clark, em seu livro Ficar sim ou não cita a expressão de um rapaz de 17 anos quando se refere ao “ficar”:
“curtir um momento sem ter compromisso futuro”.
“curtir alguém por uma noite, sem compromisso sério”.
O “ficar” não é encarado como uma espécie de pré-namoro e nem mesmo um namorico, é exatamente o contrário, é um antinamoro, pois ele descaracteriza o namoro!
Mesmo quando pares repetem “o ficar” com a mesma pessoa, não se definem como namorados, mas como “ficantes”, continuando a ideia de descompromisso. Quando os “ficantes” passam a ter vínculo emocional, geralmente passam para o namoro ou namorante, alguns casais se utilizam de uma espécie de anel de compromisso, diferente das alianças convencionais, o anel de compromisso não é uma ideia de amor eterno, mas um recurso para marcar a existência de um vínculo mais forte em meio a tantas relações efêmeras, também serve para destacar para os outros que aquele(a) adolescente ou jovem não está disponível.
“Tô pegando, tô ficando, tô beijando...”
Numa reportagem da revista Veja, edição 2100, ano 42, nº7, de 18/02/09, pg. 88, relata uma pesquisa feita com adolescentes de 13 a 19 anos, nesse relato, 75% dos entrevistados já ficaram. Segundo a reportagem, as relações entre eles se classificam basicamente em três modos:
- Quando não há vínculo emocional, e nem compromisso formal, mas só uma “curtição”, os adolescentes resumem seus relacionamentos em: “tô pegando, tô ficando, tô beijando...”;
- Quando não existe compromisso formal, mas passa ter envolvimento emocional, chama-se o(a) companheiro(a) de: “ficante”;
- Quando o relacionamento passa a ser sério e formal, o denominam de namoro, um tipo caso mais sério.
Apesar da onda do “ficar”, na mesma pesquisa da revista citada, 78% dos entrevistados valorizam a fidelidade e 58% deles querem um relacionamento estável.  
Quando nos referimos ao “ficar” em relação ao adolescente cristão, que preza por um compromisso e relacionamento com Deus e valoriza seus sentimentos, essa prática não faz parte de sua vida ou hábitos, exatamente porque aquele que conhece a Deus, não  busca satisfação pessoal egoísta, e principalmente não prioriza o aspecto físico numa relação (ver quadro abaixo), mas leva em conta um conjunto de fatores, dentre eles o principal: a vontade de Deus para sua vida, baseando-se nos princípios da Palavra de Deus, não se conformando ou se amoldando com o padrão desse mundo, mas transformando-se pela renovação do entendimento para experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:2). Suas atitudes e escolhas não são alienadas, mas racionais, mesmo sendo um(a) adolescente.
Quadro das prioridades nos relacionamentos

Acredite, conheço muitos adolescentes que levam a sério seu compromisso com Deus e esperam no Senhor, infelizmente sabemos que há outros que ainda não se despertaram para o interesse e valor de Deus para suas vidas e futuros, por isso a importância de falarmos com frequência, sem receios e bem abertamente sobre esse assunto nas igrejas.
O Pr. Wanderley Rangel² em seu artigo  “Ficar” faz as seguintes notas:
A pergunta é:

O QUE A PALAVRA DE DEUS DIZ SOBRE O FICAR?

Sim, ela tem algo a dizer em I Ts 4: 1-8.

1 – “FICAR” é imoralidade sexual, vai contra a vontade de Deus que é a santidade sexual. Trocas afetivas eróticas (beijos e carícias) é bênção entre um casal comprometidos no casamento, v. 3.

2 – “FICAR” é descontrole sexual, vai contra a vontade de Deus que é cada um sabendo controlar o seu próprio corpo. Desculpas como “há uma química entre nós”, “pintou o clima”, “são meus impulsos”, “não tenho culpa, é normal”, caem por terra, v. 4

3 – “FICAR” é padrão sexual dos incrédulos, daqueles que desconhecem o Senhor e a Sua Palavra. Padrão caracterizado pelo imediatismo, descompromisso e hedonismo (só o prazer interessa), v. 5.

4 – “FICAR” é prejudicar o próximo, é despertar no outro desejos sexuais que abençoadamente só pode ser exercitado no casamento, é invadir um espaço que não lhe pertence, v. 6

5 – “FICAR” é a semente da frustração, decepção, desvalorização e vulgarização sexual. A lei da semeadura e colheita cabe para esta situação. Deus adverte aos ficantes, v. 6.  

6 – “FICAR” é rejeitar a Vontade de Deus, é rejeitar a Palavra de Deus, é entristecer o Santo Espírito de Deus que habita em cada um de nós, v.7-8.

Portanto, você adolescente que leva Deus a sério, ficar é um comportamento que fere os planos de Deus para a sua sexualidade. Adolescente que é adolescente do Senhor não é ficante, mas CASANTE, tem projeto para casar, e enquanto isto não acontece ele se resguarda em respeito a si e ao próximo.

Consultas:

¹ Jaqueline Chaves, Ficar com – um novo código entre jovens, p.33, RJ: Revan, 1994.
Mauro Clark, Ficar sim ou não. SP: Candeia, 2001.
² Pr. e psicólogo Wanderley Rangel. Artigo: “ FICAR”. Site: http://www.pavi.psc.br/




sábado, 12 de novembro de 2011

Efésios 4:29


Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. Efésios 4:29.

Verdadeiro ou Falso?!

A Bíblia Responde...
Uma vez assistindo uma reportagem sobre prevenção e gravidez indesejada na adolescência, ouvi a seguinte afirmação:
 “Adolescentes devem ter muitos relacionamentos sem compromisso antes de pensar em um relacionamento sério, só precisam se prevenir!”


O que você acha dessa afirmação -verdadeira ou falsa?
 
Essa informação não é verdadeira. Esse pode ser considerado mais um mito relacionado à adolescência. O fato de serem adolescentes não significa que devam viver uma vida sem compromissos onde tudo pareça apenas uma simples experiência ou aventura. Incentivar a sensualidade e intimidade física na adolescência pode trazer sérios problemas multidimensionais... Os (as) adolescentes precisam ser orientados de maneira correta e sadia, compreendendo que não precisam ser regidos por seus hormônios, nem dominados por seus desejos e paixões, mas podem se resguardar para o momento em que estiverem melhores preparados para lidar, com responsabilidade e respeito, para consigo mesmo e também com quem se relacionar. I Tm 4:12; Rm 12:1,2; Ec 3:1; I Ts 4:1-8; Tt 2:5; Ef 4:17-23; 5:8, 15-17; Gl 5:16. Lembre-se de que a Bíblia nos ensina a prevenção mais eficaz: A Abstinência! I Ts 4:3; 5:22,23.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Ponto para Reflexão: GÁLATAS 6:7,8.

DEVOCIONAL: Salmos 112:7,8; 108:1.

PREPARADO
ESTÁ  O
MEU CORAÇÃO,
Ó DEUS!

O seu coração está firme, confiando no Senhor.
O seu coração está bem firmado, ele não terá medo.
Ele louvará ao Senhor!

Salmos 112: 7,8; 108:1.

     Tem você um coração preparado para enfrentar a tentação? Tomou já a retidão como um hábito firmado em você mesmo? Cada conquista nobre do pensamento torna-o mais pronto para vencer os imprevistos. Cada vitória ganha sobre o egoísmo assegura-lhe os triunfos futuros.
     Vacilar e brincar com o erro equivale à destruição gradual do caráter. Tais atitudes vão enfraquecendo a sensibilidade espiritual, até que se perde a consciência do pecado. O coração é, às vezes, tão descuidado em pensar e dizer a verdade, que não sabe discernir o genuíno do falso. Pensamentos e atos limpos são resultados de um coração puro que se fixa na verdade.
     As más companhias podem perverter tanto o ouvido, que acaba por perder a sensibilidade pelo belo e elevado. Devemos treinar os ouvidos de tal modo que possam responder com precisão aos apelos da nobreza e justiça.
     Se quiser obter grandes resultados na vida, sonhe grandiosos sonhos, fale guiado por pensamentos verdadeiros, ande e aja com perfeita confiança; empreenda grandes coisas, mas, acima de tudo isso, zele por uma consciência e um coração puros, pois fomentam a confiança, esperança e poder e principalmente uma estreita comunhão com o Pai. Se quiser possuir um coração bem formado e firme, que não se deixe levar pelos ventos que sopram, ancore-o em Jesus!

Fonte: APPLEBY E DUBOIS. Ouro, incenso e mirra. RJ:JUERP, 1984.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

BiO = Bíblia e Oração


O BiO de João já está disponível, com ele concluimos os calendários de leitura bíblica dos Evangelhos. Veja em BiO do mês!

1 Co 15:33

Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.1 Coríntios 15:33


Seus relacionamentos de hoje, podem definir seu futuro amanhã !

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Nada é absoluto... Verdadeiro ou Falso?



A Bíblia Responde...

Muitos conceitos, ideias, concepções vão surgindo...outras já são bem antigas... ouvimos nos bate-papos, na mídia, escolas, faculdades e até nas igrejas, mas será que nos perguntamos sobre o que estão falando? É  Verdadeiro ou Falso?!

A Bíblia, lâmpada para nossos pés e luz para nosso caminho tem a direção, as respostas para não nos deixarmos enganar e nem alienar.

Nessa seção, vamos expor algumas afirmações para observarmos a verdade bíblica sobre elas, postamos a pergunta durante a semana e aos finais de semana a resposta de maneira objetiva e sintética, de acordo com a Palavra de Deus.

Essa é uma ótima proposta para uma atividade-jogo com os adolescentes. Vamos ajuda-los a conhecer a Verdade.

Você pode participar respondendo e comentando sua resposta e também contribuindo enviando algumas afirmações para essa seção - e-mail: ministerio.c.adolescentes@gmail.com, selecionaremos para o banco de dados e postaremos em seguida.

Participe! 

 
A resposta sobre a afirmação de que não há nada absoluto e que há exceção para tudo é FALSA

A verdade de Deus é absoluta e incontestável - João 17:17 “Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.” Deus é a fonte de toda a verdade, Ele não muda como sombras inconstantes (Tg 1:17). A verdade é definida pelo caráter e natureza de Deus e não simplesmente por seus mandamentos. Ele é a Verdade! “Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” (Jo 14.6). "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". (Jo 8.31,32). 

Quem defende que tudo é relativo é o Relativismo, uma postura de interpretação da realidade que se baseia na relatividade do conhecimento e repudia qualquer verdade ou valor absoluto. Ela parte do pressuposto de que todo ponto de vista é válido. A verdade é aquela que eu percebo, independentemente dos outros, isso não importa, pois ninguém impõe sua concepção de verdade sobre o outro, nada é absoluto, mas relativo, uma espécie de “cada um na sua!”. Essa concepção é equivocada e contrária a Palavra de Deus!

I João 2:10

Você ama seu irmão? Então permanece na luz! I João 2:10


terça-feira, 1 de novembro de 2011

Aprendendo a Resistir e a Esperar no Senhor...


Aprendendo a Resistir e a Esperar no Senhor
mantendo-se puro(a) para o casamento:

“O Senhor se agrada dos que o temem e dos que esperam no seu constante amor.” (Salmos 147:11)

1. Aproxime-se do nosso Deus Criador que melhor que ninguém, sabe como “funcionamos” – procure se conhecer e se compreender em sua adolescência e juventude: corpo-alma-mente-espírito – viva cada momento a seu tempo!
2. Controle seu corpo – I Ts 4:3 ao 8. Não se deixe dominar por paixões nem siga instintos individuais ou coletivos...
3. Desenvolva um relacionamento com Jesus de forma a ajudar a resolver sua solidão, aprendendo a lidar com a espera...
4. Seja coerente e se valorize: Diga NÃO aos “relacionamentos descartáveis” = “Não Fique”!
5. Não viva frequentemente mudando de namorado(a) porque não suporta estar sozinho(a).
6. Aprenda a dizer “NÃO!”.
7. Crie medidas preventivas para evitar tentações.
8. Tenha o hábito de meditar na Palavra de Deus para ser “transformado pela renovação da mente” e conhecer a vontade de Deus para sua vida. (Rm 12:1, 2).
9. Cultive uma vida de oração diária e contínua.
10. Exercite uma vida de devoção a Deus procurando agradar-lhe em tudo.
11. Evite assistir programas de televisão ou filmes com apelos eróticos.
12. Mantenha seus pensamentos cativos e obedientes a Jesus Cristo, não se deixe dominar mentalmente nem emocionalmente por maus pensamentos, ocupe sua mente com coisas que edificam. (2 Co 10:3 ao 5).
13. Quando estiver namorando, comuniquem-se a respeito de seus sentimentos e escolha sobre o envolvimento sexual apenas no casamento.
14. Tenha amizade com alguém que você respeite muito e a quem você possa prestar contas de suas atividades e se aconselhar corretamente, de preferência, se possível, seus pais.
15. Relacione-se com pessoas que possuam os mesmos padrões e valores que você. Lembre-se: Não se engane. As más companhias corrompem os bons costumes (1 Co 15:33).
16. Não se julgue suficientemente forte para enfrentar tentações sexuais. Seja sábio(a) e prudente, em tudo moderado(a) e foge das paixões juvenis... (2 Tm 2:22).
17. Quando estiver namorando, planeje bem seus encontros; seja criativo(a) ocupando o tempo com atividades diferentes, evite o tempo ocioso.
18. Estabeleça seus padrões mesmo antes de iniciar o namoro.
19. Pense bem e seja consciente dos benefícios que você terá ao esperar para se relacionar sexualmente apenas no contexto do casamento, segundo a vontade e direção do Senhor.
20. Não se deixe convencer pela maioria e pressões da turma, nem desanime com a espera, seja firme em seu propósito com o Senhor e sua futura família.
21. Envolva-se com uma turma onde você possa ser você mesmo(a), autêntico(a) e receber apoio e aceitação pelo que você é e não pelo que faz ou tem.
22. Evite permanecer sozinho(a) com seu(sua) namorado(a) por longos períodos de tempo e evite locais isolados.
23. Controle o contato físico no namoro.
24. Faça um compromisso consigo mesmo(a) e com Deus.
25. Não desobedeça desagradando a Deus para agradar seu namorado(a) com receio que ele(a) finda o namoro.
26. Lembre-se: o amor não busca seus próprios interesses, não é egoísta, e nem tão pouco se porta de modo indecente, se seu(sua) namorado(a) não te respeita, ele(a) não serve para você! (1 Co 13:4 a 7).
27. O sexo fora do casamento pode levar a uma gravidez indesejada e a casar-se precocemente e precipitadamente, levando a uma mudança drástica em seus planos, o que pode comprometer seu futuro.
28. Segundo Burns, especialista nesse assunto, a experiência pré-conjugal pode iludir juvenis levando-os a casar-se com uma pessoa que não é a certa para ele(a).
29. Lembre-se: o namoro cristão é tempo de conhecimento das habilidades, afinidades e entrosamento e não para intimidades e experiências sexuais.
30. Espera no Senhor, anima-te, entrega teu caminho ao Senhor, confia nEle, e Ele tudo  fará. Deleita-te no Senhor, descansa e espera nele! (Sl 37:4 ao 7).
 Algumas Consultas:
Turbulentos anos da adolescência de Jaime kemp. SP: Sepal, 1995 (Com adaptações).
O Prazer da espera de Jim Burns. SP:MC, 1999 (com adaptações).

Lições para Discipulado!

Encontrei ótimas lições para usar no discipulado, você pode baixar gratuitamente no site da Nueva Vida en Cristo

Você encontra em vários idiomas, inclusive em portugês. Veja mais no site, clique aqui.