segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Di-àLogo!!! 3

Que a tecnologia pode nos aproximar de quem está longe é fato, mas será que pode nos afastar de quem está perto?
Informações, redes sociais, sites e toda uma gama de opções que nos proporcionam os meios de comunicação, sobretudo a internet...como anda a comunicação e o bate-papo no lar? Já ouvi frases do tipo:
- meu marido não sai da internet, e quando falo se irrita!!!
- minha mãe não desgruda mais das redes sociais ... tudo agora está de pernas pro ar em casa...
- meu filho desliga o computador, mas vai para o celular, do celular para o iPod, do iPod para TV...depois vai para o notebook, cadê meu filho?
Adolescentes compartilham com facilidade suas atividades do dia em detalhes nas páginas de relacionamentos... alguns chegam até a fazer enquete para os colegas escolherem o que ele(a) vai comer no shopping....como a facilidade e a sensação de liberdade que dá simplesmente escrever o que pensa, sente ou vai fazer atrai os adolescentes...mas, com os pais existe a mesma facilidade e acesso?
Procure aproveitar situações e momentos que podem ser riquíssimos para o relacionamento pais e filhos adolescentes... não precisa marcar hora pra falar, mas essa hora pode ser sabiamente percebida no decorrer do dia, como por exemplo, quando levar o filho para escola, nos finais de semana irem juntos escolher filmes assistir e comentarem depois...
Não deixe o tempo passar e nem pense que um simples monólogo é um diálogo, comunicação é sentir, perceber o outro, é estar junto, ouvir e ser ouvido, é interagir, dar tempo para o nós... isso traz sensação de segurança e proteção para o filho...
O problema não está nos meios de comunicação, na internet... mas na questão de qual  importância dou à tecnologia em detrimento da família, é trocar o real pelo virtual, é se importar em demasia com quem está longe e não perceber quem está perto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário