terça-feira, 13 de setembro de 2011

Seção Especial - ADOLESCÊNCIA!

Nessa seção especial mensal estaremos postando informações a respeito da adolescência, acompanhe ...


A Adolescência    
        Etimologicamente a palavra adolescência vem do latim adolescere, que significa “crescer”.
      Sinteticamente   Adolescência é uma transição no desenvolvimento entre a infância e a vida adulta que impõe grandes mudanças físicas, cognitivas e psicossociais inter-relacionadas.

    O termo adolescência é relativamente novo, é na verdade uma construção social, antes do século XX não existia esse conceito; nas culturas ocidentais, as crianças entravam na fase adulta quando amadureciam fisicamente ou quando começavam o aprendizado profissional.
    A ideia popular e difundida de juventude não começou antes da Primeira Guerra Mundial e foi resultante de três mudanças significativas: 1) as leis de educação que ordenaram a idade de frequência escolar das crianças; 2) as leis sobre o trabalho infantil que passaram a impedir o trabalho de adolescentes em tempo integral e; 3) leis que passaram a distinguir adolescentes e adultos quanto à delinquência juvenil.
    Anterior a essas mudanças, a adolescência não existia em nossa sociedade, assim como não existe ainda em muitas culturas hoje. Nas sociedades modernas industriais, a passagem da infância para a vida adulta não é marcada por um único evento, como ocorre em sociedades e grupos que definem a mudança com ritos de passagem, mas é marcada por um longo período conhecido como adolescência – uma transição no desenvolvimento que começa por volta dos dez ou doze anos, ou até menos que isso, e vai até os dezoito ou dezenove anos, podendo ser estendida até os 21 anos. Esse desenvolvimento acarreta importantes alterações que têm como começo em sua definição a chamada puberdade, processo pelo qual o indivíduo atinge a maturidade sexual e a capacidade de reprodução.
    Segundo especialistas em desenvolvimento humano, a puberdade começa com um drástico aumento da produção de hormônios relacionados ao sexo e ocorre em dois estágios: adrenarca, a maturação das glândulas adrenais, seguida, depois de alguns anos, pela gonadarca, a maturação dos órgãos sexuais e o aparecimento de alterações púberes mais óbvias.
    As mudanças biológicas da puberdade, que sinalizam o fim da infância, incluem o rápido crescimento em altura e peso, mudança nas proposições e na forma do corpo, e a maturidade sexual. Essas dramáticas alterações físicas fazem parte de um longo e complexo processo de maturação que começa antes do nascimento, e suas implicações psicológicas continuam até a vida adulta.
    As alterações físicas durante a puberdade, tanto em meninos quanto em meninas, incluem o desenvolvimento de pelos púbicos, voz com tonalidade mais grave, surto do crescimento adolescente e crescimento muscular. A maturação dos órgãos reprodutores traz o começo da menstruação nas meninas e a produção de esperma nos meninos. Essas mudanças se desdobram numa sequencia que é muito mais consistente do que o tempo de sua ocorrência, embora haja algumas variações.
    Uma menina pode desenvolver os seios e pelos do corpo no mesmo ritmo; já em outra garota, os pelos corporais poderão atingir a condição adulta um ano antes do desenvolvimento dos seios. Variações semelhantes ocorrem entre os meninos, significa então que varia de pessoa a pessoa em seu grau de desenvolvimento. Observemos essas mudanças mais detalhadamente nas tabelas de Papalia, Olds e Feldman, abaixo:

TABELA 1 – SEQUENCIA TÍPICA DAS MUDANÇAS FISIOLÓGICAS NA ADOLESCÊNCIA



CARACTERES FEMININOS
IDADE DA PRIMEIRA OCORRÊNCIA
Crescimento dos seios
6 – 13
Crescimentos de pelos púbicos
6 – 14
Crescimento corporal
9,5 – 14,5
Menarca
10 – 16,5
Aparecimento de pelos nas axilas
Cerca de 2 anos após o aparecimento de pelos púbicos
Aumento de secreção nas glândulas que produzem óleo e suor (podendo resultar em acne)
Aproximadamente na mesma época em que aparecem os pelos axilares.



CARACTERES MASCULINOS
     IDADE DA PRIMEIRA OCORRÊNCIA
Crescimento dos testículos e do saco escrotal
9 – 13,5
Crescimentos de pelo púbico
12 – 16
Crescimento corporal
10,5 – 16
Crescimento do pênis, da próstata e das vesículas seminais.
11 – 14,5
Mudança na voz
Aproximadamente na mesma época do crescimento do pênis
Primeira ejaculação de sêmen
Aproximadamente um ano após o começo do crescimento do pênis
Aparecimento de pelos faciais e axilares
Aproximadamente dois anos após o aparecimento de pelos púbicos
Aumento de secreção nas glândulas que produzem óleo e suor (podendo resultar em acne)
Aproximadamente na mesma época em que aparecem os pelos axilares.

TABELA 2 – CARACTERES SEXUAIS SECUNDÁRIOS


MENINAS
MENINOS
Seios
Pelos púbicos
Pelos púbicos
Pelos axilares
Pelos axilares
Desenvolvimento muscular
Mudança na voz
Pelos faciais
Mudanças na pele
Mudanças na voz
Crescimento de pelve em largura e profundidade
Mudança na pele
Desenvolvimento muscular
Alargamento dos ombros


    Há uma variação de cerca de sete anos para o início da puberdade entre meninos e de oito anos entre as meninas. O processo costuma durar aproximadamente quatro anos em ambos os sexos, chegando a começar até três anos antes nas meninas.

Puberdade Feminina


  Ilustração do site psicologia do desenvolvimento


Puberdade Masculina 

    Ilustração do site psicologia do desenvolvimento
    Os caracteres sexuais primários são alterações biológicas que envolvem diretamente os órgãos necessários à reprodução. Na menina esses órgãos são os ovários, tuba uterina, útero e vagina; no menino, são testículos, pênis, saco escrotal, vesículas seminais e próstata. Durante a puberdade, esses órgãos aumentam de tamanho e amadurecem. Nos meninos, o primeiro sinal da puberdade é o crescimento dos testículos e do saco escrotal, já nas meninas, o desenvolvimento dos caracteres sexuais primários não é propriamente visível, pois esses órgãos são internos.
    Os caracteres sexuais secundários são sinais fisiológicos da maturação sexual que envolvem diretamente os órgãos sexuais: por exemplo, os seios das meninas e os ombros largos dos meninos. Outros caracteres sexuais secundários são as alterações de voz e a textura da pele, o desenvolvimento muscular e o crescimento de pelos púbicos, faciais, axilares e corporais.
    Conhecer o desenvolvimento integral do adolescente é de suma importância para aqueles que lidam com essa faixa etária, além disso, os próprios adolescentes precisam também ser instruídos a respeito de como as mudanças e transformações ocorrem nessa fase e como se conhecer é importantíssimo para se aceitar e aprender lidar com suas limitações e dificuldades.
    Em nosso próximo pôster, falaremos sobre o cérebro do adolescente, aguardem!
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário