quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Qual é o versículo?!

A Memorização das Escrituras ainda é muito importante, principalmente na infância e pré-adolescência. Infelizmente hoje em dia muitos não investem na memorização de maneira criativa e eficaz...em muitas vezes, em locais por onde tenho andado, tenho presenciado cada vez mais adolescentes que não conhecem sequer os livros da Bíblia, quanto mais seus versículos...como vão testemunhar? responder sobre sua fé? argumentar diante das seitas? evangelizar os colegas? se não conhecem a Bíblia que carregam?! 

Que tal propor um desafio de memorização aos pré-adolescentes e adolescentes em cada reunião de ministério?!

Uma boa atividade é distribuir objetos e/ou figuras, e ver quantos versículos eles conseguem identificar com suas respectivas referências...


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ILUSTRAÇÃO: "Substituição dos quadros!"

“SUBSTITUIÇÃO DE QUADROS!”
“Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vêm do Pai, mas do mundo.” (I João 2:16)
Conta-se que certo jovem – que vivia num lar extremamente piedoso – deixou a sua pequena cidade para matricular-se num importante centro universitário. Decorrido algum tempo, no fim do ano letivo, sua mãe com muitas saudades foi visitá-lo e observou com muita tristeza que seu querido filho, influenciado pelo hábito tradicional dos colegas naquele centro, fixara nas paredes de seu quarto, vários cartazes de estampas obscenas, pôsteres de artistas seminuas em poses eróticas etc.
Pensando que uma censura seria ineficaz no momento, diante do imenso afeto que o filho lhe dedicara durante sua visita, constrangida, ela preferiu silenciar...
Voltando para a cidade, decepcionada e pensativa, a mãe carinhosa, incontinenti, procurou um renomado ateliê fotográfico, no qual tirou seu retrato em tamanho grande pondo em uma moldura primorosa e enviou-lhe ao seu querido filho, junto com uma dedicatória afetuosa, solicitando-lhe que pendurasse aquela moldura em seu quarto.
Poucos meses depois, aquela mãe devotada visitou novamente seu filho, e teve uma satisfação ao perceber que todas aquelas estampas e pôsteres indecentes haviam sido tirados do quarto de seu filho! A mãe teve ânimo de perguntar ao filho os motivos que o levaram àquele procedimento, ele sem hesitar respondeu:
- Mãe, quando fui colocar o seu retrato em meu quarto, cheguei à conclusão de que os demais cartazes e pôsteres que havia nele não poderiam permanecer ao lado de uma figura tão especial e venerável como a senhora! Tive que arrancá-los da parede e jogá-los no lixo, deliberação que me proporcionou uma indescritível alegria!
Adaptação da ilustração de Robert G. Lee in Ilustração para todas as horas. Moysés M. Oliveira. Juerp, 1989.
REFLEXÃO:
Na verdade, “uma sala cheia de quadros é uma sala cheia de pensamentos!” Mas, perguntamos: serão todos eles puros, sublimes, inspirativos e compatíveis com os elevados ideais cristãos?
Nesse contexto, uma lenda narrada por Lachambeaudie diz: “tendo perdido a roupa, a Inocência procurou em vão encontrá-la no Prazer, na Fortuna e no Poder. Quem lha restituiu? Foi o arrependimento!”
“Uma fonte perene de alegria em nossa vida é a certeza de que Deus nos permite começar tudo de novo!” (W.Wade)
Com efeito, muitas vezes, a repreensão de pronto pode ser incongruente para juventude de nossos dias, vaidosa e arrogante; todavia, se o preceptor souber com sabedoria colocar habilmente Cristo no coração dos jovens, tudo se modificará. E as imagens lúbricas tendem a desaparecer, substituídas pelos inefáveis sinais de santificação – “sem a qual ninguém verá o Senhor!” (Hebreus 12:14)

 DISCUSSÃO: Após a apresentação da ilustração aos adolescentes, você pode usar a referência bíblica acima e as citações apresentadas para discutir a temática: “Dize-me com que te ocupas, e eu direi quem és!” (Goeth).
Infelizmente hoje em dia, muitos “quadros” estão sendo utilizados pelos juvenis como “normais”, mas será que eles estão condizentes com a Palavra de Deus? Muitos adolescentes apegam-se à personagens, ídolos e literaturas que envolvem ocultismos, vícios, ócio, consumismo, hedonismo e outras influências perniciosas. Discuta sobre isso com o grupo, ouça-os, desperte a consciência cristã crítica para que tenham discernimento e não vivam alienados.
Outras referências Bíblicas que você pode utilizar:
Romanos 12:1,2
Mateus 6:22,23

Pergunta: Existe algum "quadro" que você precisa substituir em sua vida?!

"RELÓGIO DE ORAÇÃO!"

Que tal estimular os adolescentes a intercederem?
Vejas as informações abaixo:

Como saber o que realmente estou sentindo?!

O que realmente estou sentindo?!
Amor?!
Paixão?!
Muitos (as) adolescentes ficam em dúvida a respeito de seus próprios sentimentos e dos sentimentos do (a) outro (a) por ele(a).
Ele realmente me ama?
Eu estou amando?
Há muitas informações em uma mídia voltada especificamente para os adolescentes, sem se contar com a influência e a pressão da turma. Mas que informações são essas?! Em que se baseiam?! Que valores estão contidos nessas informações?!
Os pais precisam conversar francamente com seus filhos a respeito do sentir e das emoções da adolescência. A igreja pode colaborar, reforçando os valores e princípios bíblicos para que o adolescente aprenda a lidar com suas emoções e saiba discernir o melhor para si a seu tempo.
Nesse quadro abaixo, há pontos que mostram as clássicas  diferenças entre amor e paixão, você pode utilizá-lo em uma de suas reuniões.
Introduza o tema fazendo uma enquete do que seja amor para eles, anote em uma lousa algumas das respostas, depois pergunte como a mídia expõe esse tema, o que os colegas e a turma dizem. Depois de anotar as respostas, veja com eles se o que pensam é o que dita os meios de comunicação. Em seguida, apresente esse quadro para eles, você pode fazer grande como visual, ou dar cópias para cada um deles analisarem.
Faça o fechamento montando com eles um quadro comparativo sobre sentimentos e relacionamentos Cristãos X Não Cristãos.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Lições Vida Cristã


No objetivo de colaborar com o seu ministério com os adolescentes, disponibilizamos  a série de 8 lições Vida Cristã. Você pode utilizar a série em 8 finais de semanas. Em cada lição estão contidos calendários de leitura para que os adolescentes passem a semana em contato com a Bíblia e já familiarizados com os versículos, o que facilitará a compreensão do estudo bíblico. Além desse recurso, tem o momento de reflexão e aplicação do assunto, desafio e atividade para discussão e recapitulação. Faça de cada encontro um momento produtivo e edificante para vida espiritual dos adolescentes! É gratuito, permitido apenas para uso em seu ministério, se desejar, escolha a(s) lição(ões) e escreva informando seus dados: nome completo, igreja ou ministério que é membro e cidade(UF) para o e-mail ministerio.c.adolescentes@gmail.com



Lições:

• Vivendo em Cristo
• Vivendo pela Palavra de Deus
• Vivendo pelo Espírito de Deus
• Vivendo pela Fé
• Vivendo uma vida de Amor
• Vivendo em Comunhão Cristã
• Vivendo como uma testemunha autêntica
• Vivendo uma vida de Generosidade

Use de acordo com as necessidades e características do seu grupo.



terça-feira, 16 de agosto de 2011

DINÂMICA: "Parece, mas não é!"

Será que tudo que mencionam sobre Deus está de acordo com a Bíblia? Essa dinâmica é uma boa opção para quem deseja abrir um estudo bíblico a respeito dos enganos que parecem ser verdade, mas não são, confira!  


Esboço: ESTUDO BÍBLICO - TIAGO


ESTUDO BÍBLICO:  TIAGO  

Nesse mês de agosto estudaremos o livro de Tiago, um livro muito especial que traz lições preciosas a respeito da prática da verdadeira vida cristã. Leia o livro com atenção, faça suas pesquisas seguindo o esboço, anote, ore e reflita sobre a aplicabilidade dos ensinos em sua vida e como eles podem ser importantes para vida do adolescente hoje.

Próximo mês postaremos as respostas do esboço. 

Bom estudo!

  

ESBOÇO:

1. Quem é o autor do livro?

2. A quem foi escrita (destinatários)?

3. Por que foi escrita (propósito)?

4. Quando e onde foi escrita?

5. Qual o tema principal?

6. Identifique o texto chave.

7. Existe algum conflito doutrinário aparente entre Paulo e Tiago?
 
8. Destaque o conteúdo do livro em cada capítulo.

9. Faça um quadro com as diferenças da verdadeira e da falsa religião.

10. Há relação entre fé e prática? Descreva.

10.1 Como lidar diante das tentações e provações, porque a sabedoria é importante para isso?

11. Qual a importância da palavra e suas repercussões?

12. Faça distinção entre a verdadeira e a falsa sabedoria.

13. Destaque as advertências do capítulo 4 e 5.

13.1. Qual o nosso dever para com o irmão desviado?

14. Quais as instruções sobre:

       a. orações
       b. confissões das ofensas
       c. ganhar almas

15. Destaque as aplicações dos ensinos do livro contextualizando na vida dos adolescentes, nos seguintes aspectos:

a. Como lidar com as tentações e provações?

b. Fé e prática no dia a dia.

c. “Parece mais não é!” – Como não ser enganado pela falsa fé cristã.

d. A língua e os relacionamentos. Por que é importante nossa fala para Deus e para o próximo e o que ela reflete para o mundo.

e. A falsa sabedoria e os desafios universitários – Por que crentes jovens enfraquecem a fé nas universidades?

f. A importância da oração para vida do adolescentes cristão – veja se há dificuldades em saber orar e como eles exercitam o hábito de orar na prática diária.

16. Você observou algum ponto no livro que não foi destacado nesse esboço? Mencione.

Di-áLogo!!! 2

 
Tratar do tema sexualidade ainda é um “papo meio sinistro” em muitos lares. Já ouvi muitos pais e mães compartilharem suas dificuldades em tratar desse assunto com seus filhos adolescentes. É importante que os pais tenham a consciência de que a orientação sexual dos filhos não é responsabilidade da escola, governo, mídia, amigos e nem mesmo da igreja, mas é uma responsabilidade prioritária dos pais: pai e mãe! Se há dificuldades faça um esforço pelo bem de seus filhos e esclareça o mais honestamente e naturalmente possível. 

Alguns pontos importantes para esse diálogo:

- Adquira serenidade e segurança para tratar do assunto com seus filhos;

- Lembre-se que a sexualidade é parte natural da nossa existência e que foi o próprio Deus quem fez;

- Estabeleça um ambiente de confiança e acolhimento, não sorria e nem se escandalize com os questionamentos deles;

- Não deixe a conversa pra depois, não fuja do assunto, não deixe passar...

- Seja direto e use uma linguagem compreensível para eles;

- Não responda sem levar alguns critérios em consideração como, por exemplo: biológico, científico, espiritual (use a Bíblia) e sociocultural;

- Não tenha pressa, permita que seus filhos retomem o assunto quantas vezes desejarem (mesmo que seja a mesma pergunta);

- Esclareça com paciência e serenidade;

- Veja o que acontece com o mundo sobre essa temática, fique por dentro também do mundo de seu filho adolescente, sempre exponha o padrão de Deus para sexualidade de seus filhos; 

- Despertar competência crítica do adolescente diante das imposições de padrões contrários aos de Deus sem despertar preconceitos e violência contra o próximo; 

- Quando for falar a respeito dos órgãos sexuais, não infantilize nem censure alguma denominação usada pelos adolescentes, trate do assunto usando os nomes corretos espontaneamente;

- Não rejeite a forma de o adolescente perguntar, aceite, senão ele pode se afastar, procurando outro meio ou pessoa para esclarecer suas dúvidas;

- Compartilhe suas experiências ligadas às dúvidas e questionamentos deles;

- Caso encontre muita dificuldade e tenha dúvidas a respeito de algum assunto ligado ao tema que o adolescente solicitar, seja honesto e diga que precisa analisar melhor, pesquisar, se possível, vejam juntos, discutam e se informem melhor, mas nunca deixe de abordar o assunto, nem esqueça de retomar realmente, se interesse em buscar as respostas e volte a falar com o adolescente (não esqueça);

- Conscientize o adolescente sobre a importância de conhecer seu corpo e viver de bem com ele, mesmo com tantas mudanças acontecendo na adolescência.

domingo, 7 de agosto de 2011

Di-áLogo !!! 1

Di-álogo  !!!

Fatores essenciais de proteção para adolescência:

- Conexão com a família - Sensação de segurança e de ser valorizado - os pais escutam o que ele fala...
- Ambiente familiar estável - Comunicação verdadeira e sincera com os pais...


sábado, 6 de agosto de 2011

Dinâmica: " A Frase curiosa!"

Você pode utilizar essa dinâmica como "quebra-gelo" ou para abrir o estudo bíblico em alguma reunião cujo tema seja relacionado ao comportamento do adolescente em relação à compreensão de falas fora de contexto, algo muito comum hoje em dia! Ela é bem simples e muito divertida, além disso, dá uma boa discussão no final, use o versículo base para iniciar a discussão. Qualquer dúvida entre em contato...


sexta-feira, 5 de agosto de 2011

ILUSTRAÇÃO: "O Segredo do vizinho!"

O Segredo do vizinho!
“O que você tem que eu não tenho?!”
“Não paguem a ninguém o mal com o mal...” (Romanos 12:17 c/c I Pedro 3:9)

Dois fazendeiros eram vizinhos. Um pequeno rio dividia suas propriedades. Um dos vizinhos se chamava sr. Juca, ele tinha uma plantação de milho e criava porcos, o outro vizinho se chamava Joca, ele tinha uma plantação de batatas e criava gado. Certo dia, alguns bois do sr Joca abandonaram as pastagens se afastando e adentraram no rio, indo em direção à plantação de milho do sr Juca devorando parte da safra prevista. O dono do milharal com grande ira, enxotou o gado com violência prendendo-os em um curral de sua propriedade exigindo que seu vizinho, o sr Joca, lhe indenizasse pelos pés de milho destruídos e ainda pagasse uma multa para que devolvesse o gado. Sem polêmica, o sr Joca fez tudo como pediu seu vizinho, aceitando todas as condições impostas por ele.
Acontece que passando um bom tempo, no outono daquele mesmo ano, uma vara de porcos do sr Juca cruzou o rio e fuçou boa parte da plantação de batatas do vizinho, destruindo grande parte da safra de batatas...Com a ajuda de seus filhos, o sr Joca tangeu os porcos, sem violência, retirando-os de sua propriedade e levando-os de volta para fazenda do seu vizinho, esse, notando aquela cena, escondeu-se por trás de uma árvore com uma espingarda, apontando-a em direção ao grupo que tangia os porcos, tendo ele o firme propósito de alvejá-los se seus animais fossem maltratados.
Contudo, observando que ninguém molestou seus animais, saiu perplexo do seu esconderijo e, abrindo seus braços dirigiu-se ao seu vizinho sr Joca perguntando-lhe:
- “Homem, o que você tem que eu não tenho?! Diga-me porque é tão diferente de mim?!”.
O bondoso vizinho sr Joca humildemente respondeu: - “Tenho Cristo Jesus no meu coração e vida!”
Naquela mesma noite os dois vizinhos se reuniram com suas famílias para uma bela reconciliação e o sr Joca pode compartilhar para o seu vizinho e toda sua família sobre o grande amor de Deus e como a vida de uma pessoa pode ser transformada quando verdadeiramente decide seguir a Jesus. Com esse belo e marcante testemunho, o sr Juca e esposa converteram-se a Jesus!

Essa é apenas uma ilustração, mas o que podemos tirar como lição para aplicar em nossa vida prática como cristãos testemunhando dia a dia?

Ilustração adaptada – De R.C.Campbell – Ilustrações para todas as horas – Juerp – Moysés M. de Oliveira.1989.  

Utilize os textos bíblicos mencionados acima e outros relacionados e discuta com os adolescentes a respeito do tema: O que você tem que eu não tenho?! Peça que compartilhem como na prática podemos mostrar que realmente somos diferentes porque servimos a Jesus e como nossas ações e reações podem testemunhar o amor de Deus para as pessoas de uma forma mais eficaz.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

"10 MiToS sObRe a AdOlEsCÊnCiA!!!"

10 MITOS SOBRE A ADOLESCÊNCIA:
1.  Achar que todo adolescente é igual ao que se pensa sobre adolescentes;
2.  Pensar que todos os conflitos do adolescente estão ligados a problemas familiares;
3.   Ler um livro ou assistir algo sobre eles e já se achar um expert no assunto;
4. Imaginar que todo trabalho que envolve os adolescentes deve necessariamente ter entretenimento;
5.  Supor que eles não levam Deus a sério;
6.  Achar que eles não gostam de orar;
7.  Pensar que suas alterações de humor estão sempre ligadas ao transtorno bipolar ou rebeldia;
8.  Acreditar que seu trabalho com eles não está servindo de nada só porque não vê um retorno imediato;
9. Supor que alguma crítica da parte deles é algo pessoal contra você;
10.  Quando percebe alguma desatenção sempre pensa que é porque eles não se interessam pelos estudos bíblicos.
Você conhece mais algum mito? Compartilhe!

RESPOSTAS DOS PONTOS - ESTUDO BÍBLICO - FILIPENSES


RESPOSTAS PARA O ESQUEMA DO ESTUDO BÍBLICO  - FILIPENSES

Confira suas respostas:

1) Qual o autor dessa carta?
Apóstolo Paulo
2) Quando foi escrita?
No ano de 64 d. C., aproximadamente durante a primeira prisão de Paulo em Roma.
3) Por que foi escrita?
Paulo escreveu esta cata aos crentes filipenses para agradecer-lhes pela sua oferta generosa, cujo portador foi Epafrodito e para informar aos irmãos do seu estado pessoal. Também, Paulo escreveu para transmitir à congregação a certeza do triunfo do propósito de Deus na sua prisão e para leva-los a se esforçarem para conhecer melhor ao Senhor, conservando a unidade, a humildade, a comunidade e a paz. (1:7,13,14; 1:12-30; 2:25-30; At 28:16-31)
4) Que palavra mais se destaca em toda a carta?
Alegria e derivadas dela (1:4;1:18;1:25;2:2;2:17;2:18;2:28;2:29;3:1;4:4;4:10)
5) Que conteúdo você identificaria em cada capítulo?
Cap. 1 – A prisão de Paulo em Roma e sua repercussão na igreja;
Cap. 2- Exemplos de abnegação;
Cap. 3 – Advertências contra o erro;
Cap. 4 – Exortações finais e agradecimentos
6) No capítulo 1, podemos observar que diante de especificamente três situações o autor da carta conseguia se alegrar, quais eram essas situações e por que ele mesmo assim se alegrava?
1. Alegria apesar da prisão: os cristãos em Roma foram motivados para um esforço evangelístico por sua coragem;
2. Alegria apesar daqueles que estavam pregando com espírito partidário: Cristo estava sendo pregado, isso alegrava Paulo;
3. Alegria apesar da perspectiva de morte: Pouco lhe importava viver ou morrer, porque o seu desejo é glorificar a Cristo, seja na morte, seja vivendo para terminar sua obra e aperfeiçoar os santos.
- Aplicação: Que lição você tira desse capítulo para sua vida?
Resposta de aplicação pessoal.
7) No capítulo 2, há três exemplos de abnegação, identifique-os e destaque cada exemplo.
1. O exemplo de Cristo Jesus – 2:5-16;
2. O exemplo de Timóteo – 2:17-24;
3. O exemplo de Epafrodito – 2: 25-30
8) Diante de um dos exemplos, o autor faz três exortações importantes, quais são elas?
Há uma tríplice exortação quando menciona o exemplo de Jesus: 1) à perseverar na fé (2:12,13); 2) à obediência (2:14,15) e; 3) à atividade missionária (2:16)
- Aplicação: Como esses exemplos servem de referência para sua vida?
Resposta de aplicação pessoal.
9) No capítulo 3, podemos identificar quatro advertências quanto ao erro, quais são elas?
1) contra o legalismo (3:1-14);
2) contra as divisões doutrinárias (vs15,16);
3) contra o antinomismo (vs 17,18);
4) exortação à santidade (vs 20,21)
- Aplicação: Essas advertências também são importantes para a igreja de Deus hoje? Por quê?
Resposta de aplicação pessoal.
10) No capítulo 4, há oito exortações esclarecedoras para alegrar-se em Deus e viver uma vida cristã edificada, identifique-as.
1) à firmeza – v.1;
2) à unanimidade – v.2;
3) à cooperação – v.3;
4) à alegria – v.4;
5) à tolerância e mansidão – v.5
6) à não ansiedade – vs.6,7;
7) para uma mente santa – v.8;
8) à prática do verdadeiro cristianismo – v.9
- Aplicação: Como o conhecimento dessas exortações contribuiu para que você pudesse se alegrar mais no Senhor?
Resposta de aplicação pessoal.
11) Diante da leitura e estudo do livro, desenvolvendo cada tópico dado, destaque em cada capítulo, um conteúdo de aplicação à vida do adolescente, despertando-o para compreensão real do que é alegrar-se no Senhor.
Sugestão: 1) Alegrar-se independentemente das circunstâncias; 2)Alegrar-se em servir e ser útil; 3) Alegrar-se independentemente de coisas; 4) Alegrar-se independentemente das preocupações.

SÍNTESE: Privilegiar os valores eternos, do Reino de Deus ao invés dos terrenos, humanos e materiais
.
COMPARTILHE SUAS CONCLUSÕES E OBSERVAÇÕES CONOSCO, ESCREVA-NOS: ministério.c.adolescentes@gmail.com

CONSULTAS:
Bíblia de Estudos Pentecostal - CPAD
Bíblia Thompson - Vida
Através da Bíblia - Pearlman - Vida



LIÇÕES PARA ADOLESCENTES - VIDA CRISTÃ!

Apresentamos para você a série de 8 lições Vida Cristã. Você pode adquirir gratuitamente, entre em contato pelo nosso e-mail ministerio.c.adolescentes@gmail.com informando seus dados: nome, igreja, cidade (UF) e quais lições deseja.